Vaza, Temer! Todo corrupto é golpista e ilegítimo

Desde o Impeachment de Dilma a esquerda se refere a Michel Temer como presidente ilegítimo e golpista.

Sabemos bem que é o tipo de indignação oportunista, não de quem quer um país livre das algemas corruptivas, mas de quem possui seus próprios crápulas preferenciais.

A delação da JBS desossou Temer em velocidade assombrosa. Publico este texto antes de se completarem 24 hs da divulgação dos fatos e as consequências são catastróficas. Ele não possui mais credibilidade e legitimidade para liderar o país nesta longa e brutal travessia.

Temer tem que ser extirpado da vida pública, porque a corrupção não pode mais ser tolerada. Porque um presidente não pode ser leniente ante a informação de que um cala-boca está sendo pago a um político que ameaça falar o que sabe.

Na verdade sequer sabemos que informações Cunha possui, mas sabemos que a ameaça levou Temer a arriscar seu mandato. A lógica nos leva a presumir que há algo a ser temido, fosse de outra forma o presidente teria se recusado a anuir com a sugestão dos bandidos da JBS.

Temer acabou para a política. Sua longa e até então ascendente trajetória chega ao ocaso com este episódio torpe. E nada há a ser lamentado. Se há algo que o Brasil não precisa é de políticos desta estirpe.

Todo político corrupto é golpista.

Todo político corrupto é ilegítimo.

Fora Golpista.

Fora presidente ilegítimo.

Por Renan Alves da Cruz 

 

Related Post

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *