Recado a Joaquim Levy: Não somos idiotas

Alguém ainda apóia o ministro da fazenda Joaquim Levy? Alguém ainda tem esperança que Joaquim Levy tem capacidade para reverter o quadro econômico em que se encontra o país? Há muito que deixei de acreditar na capacidade do ministro, aliás, chegamos a ser otimistas demais com o ministro. Ou alguém acredita que Dilma tem capacidade de fazer uma escolha sensata para ocupar algum ministério? Ou algum economista com o mínimo de sensatez acreditaria que poderia mudar radicalmente os rumos da economia nesse governo? Ou seja, Dilma convidou Levy para ministro porque Levy não viu grandes problemas na economia do país. Em outras palavras, com seu otimismo exacerbado e sua crença que o aumento de impostos é um dos principais caminhos para melhorar o quadro econômico, Joaquim Levy não está fazendo nada que Guido Mantega não faria.

Leiam o que o ministro afirmou em sua coletiva de imprensa.

 O Globo

Por: MARTHA BECK E ELIANE OLIVEIRA .

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta quinta-feira que os brasileiros devem encarar eventuais aumentos de impostos para reequilibrar as contas públicas como um investimento para que a economia volte a crescer. Segundo ele, o país não devem ser vítima de uma miopia nesse tema, pois a solidez fiscal é a base do crescimento:

— Você faz um pequeno investimento, admite pagar um pouco mais de imposto para que a economia não tenha tropeço. Talvez você tenha que pagar um pouquinho mais de imposto. A sociedade paga 0,5% a mais, mas o PIB cresce 0,5%, então, vale a pena, é um investimento. A gente não deve ser vítima de uma miopia nos impostos — disse ele, acrescentando:

— Temos que garantir que o Brasil seja um país seguro. A solidez fiscal é a base do nosso crescimento.

Voltamos

O brasileiro “investe” mais de 30% do PIB em carga tributária e mesmo assim o governo quer mais do nosso “investimento”? Bem, se IMPOSTO é investimento, quando que podemos resgatar o que já investimos de 2003 até hoje?

Joaquim Levy é mesmo economista?

Não ministro…  Mesmo que o Brasil tenha escolhido Dilma Rousseff, a maioria da nossa população não é idiota. Seu argumento não convence nem criancinha de jardim de infância.

Para encerrar

Mesmo não escondendo que se tratava de pura demagogia, os governantes e seus ministros criavam impostos com a desculpa de que as verbas iriam para a saúde, educação, segurança ou qualquer outro serviço público. Joaquim Levy é o primeiro a propor o aumento de impostos para o PIB. Terá o Produto Interno Bruto a mesma qualidade da educação? Terá a mesma dinâmica dos atendimentos no SUS? Pelo crescimento econômico atual, já atingimos o nível dos serviços públicos oferecidos, injetar mais 0,5% de impostos causará certa desproporcionalidade, o que não é nada bom…

 

Por Jakson Miranda

 

Leia Também:

Grandes derrotas do PT são grandes vitórias do Brasil

A importância de ler Guilherme Boulos

Todos contra Dilma, Dilma contra todos

Pedalada Fiscal: Um verdadeiro show de horrores

Lula está com medo do povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *