Qual a ideologia da Direita Conservadora?

Nesses dias em nossa página no facebook, recebemos o seguinte comentário:

“Eu me nego a entrar nesta guerra de direita e esquerda! São todos corruptos. Favorecidos por alienados partidários e um sistema político elaborado por eles mesmos para se beneficiarem”.

Com base nesse comentário, indago: Qual a ideologia da direita conservadora? Será que tanto a direita quanto a esquerda são no final das contas, a mesma coisa? É muito comum nos dias atuais tal percepção.

Não são poucos aqueles que, se não enxergam nenhuma virtude na esquerda, igualmente não vêem nenhuma qualidade na direita. Para os que pensam assim, uma e outra não passam de ideologias que se digladiam pelo poder a fim de se beneficiarem com suas politicagens, apoiados por alienados que na sua mediocridade intelectual, não percebem que estão sendo manipulados.

Que a direita conservadora está no jogo político, isto é fato. Embora ainda insipiente no Brasil. Afirmar que assim como a esquerda, o conservadorismo é mais uma ideologia, tal afirmação só pode vir de uma pessoa que nada sabe sobre política ou que na verdade, trata-se de um esquerdista desiludido.

Pois bem. Não existe uma ideologia para a direita conservadora, ao contrário, nós conservadores, nos opomos a todo tipo de ideologia política; eis nossos princípios e crenças: Opor-se a ideologia.

No âmbito político-partidário, há apenas uma ideologia: O marxismo. É, pois, contra o marxismo e todas as suas vertentes que nós conservadores fazemos oposição. Permitam-me aqui uma ilustração didática. Os marxistas, socialistas ou como está em voga atualmente, os progressistas, vêem na obra de Karl Marx as “sagradas escrituras” que devem ser, de alto a baixo, aplicadas na sociedade. Não obstante, o que as “sagradas escrituras” de Marx pregam é tão somente a destruição da ordem vigente, cujo fim é a igualdade de classes. É esse o dogma da esquerda: Igualdade de classe. Termo por eles mesmos criado para dar validade á crença de que subverter a ordem trará benefícios para todos, tornando a sociedade melhor.

Quais as garantias de que alterar a ordem vigente, melhor, revolução, trará igualdade de classe? Quais foram os benefícios da Revolução Russa? Qual a igualdade de classe os nazistas promoveram? Quais os benefícios da Revolução Cubana? Quais os benefícios à sociedade chinesa foram empregados por Mao Tsé-Tung?

Quais garantias teremos de que a aprovação do casamento homossexual trará como conseqüência uma sociedade melhor no futuro? E o que falar da legalização do aborto? É possível afirmar que a ideologia de gênero será benéfica para o corpo da sociedade daqui a 10 ou 15 anos? E o que falar da legalização das drogas? Qual o resultado imediato e futuro em enxergar qualquer bagunça como manifestação cultural? São todas pautas da ideologia marxista.

Em contrapartida, quais são as pautas dos conservadores? Há alguma? Há uma lista de pautas conservadoras para daqui a 10, 15 ou 100 anos? Não! Isso não significa que o conservador seja contrário a mudanças, porém, que tais mudanças tenham como guia a experiência histórica, e tal experiência histórica nos ensina que a natureza humana não será modificada. O homem será sempre, por natureza, imperfeito e, portanto, inclinado as mais terríveis práticas; para freá-lo, é necessário que haja uma ordem moral duradoura.

Em suma, o conservador prefere lidar com o mal que ele já conhece do que enfrentar um mal ainda desconhecido, que pode vir a ser muito mais terrível, causador de dor, sofrimento e destruição da sociedade.

Há nisso alguma ideologia? Algum projeto de poder? Algum objetivo para moldar a sociedade? Mais uma vez, a resposta é não, não há.

Para a direita conservadora o que importa é que as instituições funcionem e que perante tais instituições os homens sejam iguais. É uma igualdade que torna o homem senhor de si, com direitos e deveres. Ideia diametralmente oposta a “igualdade de classe” do credo marxista.

No que diz respeito à igualdade do homem garantida pelas instituições lembremos-nos da famosa frase: Ainda há juízes em Berlim! Frases como essas são possíveis apenas quando se conservam leis, tradições, normas, moral, enfim, quando se conserva a sociedade em si.

Por fim, o conservador se enxerga como um anão que observa o mundo sob os ombros de gigantes, ou seja, seus antepassados. Tal comportamento é o oposto da esquerda, que enxerga o mundo a partir dos olhos e das vertigens de um velho – Karl Marx – cujos olhos e pensamentos muito freqüentemente viravam-se para enxergar os furúnculos existentes em seu traseiro.

Talvez tenha sido desse habitual gesto que tenha sido criada a ideologia da esquerda e todas suas vertentes, passadas e presentes.

 

Por Jakson Miranda

 

Leia Também:

Qual o problema com o comunismo? Por que não sou comunista?

Você cansou? Eu também! É hora de fortalecermos a direita brasileira

ESQUERDA SEM CULPA, LIVRE PARA CONTINUAR ERRANDO

A avaliação do Governo e a Esquerda.

A dupla face imoral da esquerda

 

9 comentários em “Qual a ideologia da Direita Conservadora?”

  1. Não existe almoço grátis, mas o imperfeito ser humano se encontrar o prato feito: come, sem nem se importar com sua origem. Entender (pelo menos tentar) o funcionamento do nosso sistema político é fundamental para preservar nossa liberdade e sobrevivência, sem pratos feitos…

  2. ONDE ESTÁ A DIREITA? “CADÊ A DIREITA?!”

    Muitas vezes lemos nas colunas de jornais essa pergunta, comumente em tom de deboche. Muito simples a resposta. Acompanhe:

    Quem tem tempo de ser esquerdista/comunista/socialista? Quem trabalha diuturnamente, de sol a sol, estuda, produz bens e serviços, começa a vida como aprendiz, aluno, faxineiro, ambulante, e acaba tornando-se comerciante, industrial, profissional liberal, lojista, médico, engenheiro e demais profissões que impulsionam e carregam um país nas costas?
    Claro que não. Essas pessoas sadias não têm tempo para nada além do seu trabalho e estudos para subir na vida.
    Quem tem tempo sobrando para ser comunista/ esquerdista/socialista são:
    1. Sindicalista de esquerda. Raramente você encontrará num sindicato de esquerda alguém que trabalhou 10, 20 ou 30 anos na indústria, comércio ou serviço público e depois foi para o sindicato.
    2. Líder estudantil mau aluno. Claro, porque se ele fosse bom aluno (daqueles que só tiram nove e dez nas provas) certamente viria a ser um excelente profissional dentre os acima citados.
    3. Filósofo de gabinete. Professor da rede pública (principalmente), dos três graus, com vencimentos garantidos no final do mês, que descobriram, num brilhantíssimo insight de suas imensas inteligên-cias, que o comunismo, durante setenta anos, não tendo feito mais que tragédias e extermínios no leste europeu e demais focos pelo mundo, aqui, em terras tropicais e latinas, onde reside uma raça superior (encabeçada por eles) atingirá finalmente a perfeição e transformará a América Latina no paraíso na terra, após destruir o “Império do Mal” e o “capitalismo- opressor- dos-fracos-e-oprimidos-em-geral.”
    4. Político profissional. Resultado final da transformação de qualquer das três figuras acima.
    5. Líder de “movimento social esquerdista”. Em público, fala de mansinho, com candura, como um religioso. Para sua turma, fala com ódio na voz, fala duro, incita ao ódio, à destruição da “burguesia”, à depredação da propriedade privada, pregando uma “sociedade sem classes”. Ele mesmo sabe que não existe sociedade sem classes. Ou existe a sociedade livre, capitalista, com inúmeras classes, onde você pode mudar de uma para a outra somente com seu esforço, ou a sociedade comunista, onde existem somente DUAS classes: os escravos, que é a maioria da população, e a classe dirigente, onde ficam, para sempre, os ditadores comunistas, os dirigentes, os intelectuais, os chefes, os mandões, os assassinos, os imundos, cruéis e sanguinários. Aquele tipo de gente que você já ter visto nos palanques das FARC, e que vai fuzilar você sem a mínima cerimônia, se você entrar na frente dele. É esse tipo de gente que alega que quer a sua felicidade, que está lutando para consegui-la para você.

    Entendeu, agora, onde está a direita?

  3. Kkkk. Desde quando alguém não possui ideologia Política? Essa foi boa! Essa direita é a mesma que prega a liberdade econômica. Liberdade essa que deve sofrer intervenções mínimas ou nenhuma do Estado. Concordo até ai. Mas quando se fala na liberdade dos indivíduos querem ser conservadores? Cadê a coerência aí? Se a ala conservadora quer permanecer com seus hábitos e costumes, que lutem por isso! Mas Nunca impondo limites a liberdade humana de viver a vida, a sua sexualidade da maneira que queira. Romper com a tradição é uma libertação para muitos. Hábitos e costumes antigos, por vezes são arraigados de preconceitos e violência contra determinados grupo da sociedade, e lutar por mudanças é mais que legítimo. Lembre-se, que a escravidão já foi ética e moralmente legal nesse país. A submissão da mulher já foi moral e ético nessa nação. Lutar contra essas violências históricas é um ato de liberdade. Ironicamente, deveria ser a pauta da direita. Mas não. A liberdade da direita conservadora só diz respeito a liberdade de exploração do trabalho. O resto é estamental.

  4. Perfeito, concordo. Eles tem um costume de generalizar chamar as pessoas que lutam e reivindicam de vagabundos, porém é por causa delas que os direitos são garantidos, que negócio esse de baixarmos a cabeça pra tudo que nos impõe e sempre prejudicando a minoria trabalhadora e simples que sustenta o país, se o trabalhador que sustenta as base da pirâmide cruzar os braços, ninguém come, não existe indústria e tampouco produção, nada de aceitarmos como gados, a esquerda aqui no Brasil não tirou direitos e tampouco obrigou-nos as sua leis como sempre fez a direita !!!!

  5. Quais foram os benefícios do Golpe de 64?, Quais garantias teremos que com Bolsonaro na presidência viveremos numa sociedade melhor? Eu fico imaginando se os homens das cavernas deixassem de criar o fogo e a roda porque que não conheciam as garantias que essas novidades trariam para o futuro,e agora me questiono se o pensamento conservador imperasse na humanidade nós não morreríamos de Tédio? Finalizo citando Cazuza “Vamos pedir piedade dessa gente careta e covarde “

  6. Acho que algumas coisas pode estar a Direita certa. Como citam os países comunistas como errados pergunto? Pela História em todos os países que o Comunismo assumiu foi porque o Capitalismo falhou, vejamos: Cuba, Russia e China? Antes era a Ditadura Direitista também opressora. Parece que o melhor mesmo é a Democracia sem Ditaduras de Direita ou Esquerda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *