Absurdo! Professora defende a família e é exonerada por prefeito petista

Absurdo! Professora defende a família tradicional e é exonerada por prefeito petista de São Bernardo do Campo.

Meus amigos vejam esse vídeo que segue abaixo.  Divulguem para o maior número de pessoas até que alguma medida seja tomada.

 

É obvio que estamos lidando apenas com a versão da professora e tudo deve ser apurado e esclarecido.

Mas, porque a professora mentiria?

Por qual outro motivo a levaria a gravar o vídeo tão logo soube de sua exoneração?

Há motivos fortes para acreditarmos no que diz a professora. Não apenas pelo que ela fala. Também pelo “histórico” de políticos petistas.

Que o diga a funcionária do Santander, certo?

Isso, meus caros, trata-se de perseguição política! Trata-se de perseguição! O PT persegue quem discorda de suas politicas e métodos.

Nesse sentido, manifestamos nossa solidariedade a profissional que por ora está impedida de exercer sua profissão apenas porque ficou ao lado dos pais de seus alunos.

A esquerda é isso! Transforma uma nação e a vida das pessoas de bem em um pesadelo.

Nosso apoio a professora Carla.

Por Jakson Miranda 

 

7 comentários em “Absurdo! Professora defende a família e é exonerada por prefeito petista”

  1. Gostaria de ter o contato dessa professora, pois trabalho em um pequeno Jornal de SBC e isso seria importante!
    Eu fui funcionário da Fundação Criança de SBC, e quando o PT entrou, além de ser chacota desses vagabundos, eu fui demitido com a acusação de ser um espião do PSDB, nem desta merda eu gosto!
    E mesmo assim, ninguém poderia fazer nada, já que a máfia já estava instalada na Prefeitura de SBC!

  2. Acredito totalmente na professora Carla Haddad Pereira. Isso é uma realidade que a educação está sofrendo. Os professores são militantes petistas e sua missão é doutrinar as crianças nos moldes comunistas. Qualquer professor wue se nega a cumprir a doutrinação sofre retalhação exemplar,e pode ser demitido de suas funções. Parabéns Carla,vc representa as pessoas de bem e tem todo nosso respeito.

  3. Essa professora foi demitida sem um PAD? Só por ser contra a doutrina da escola ou da Administração do município?Isso pode perfeitamente ser revertido,basta que ela entre na justiça e prove que está sendo vítima de perseguição política.Ela como professora concursada deve saber disso.

  4. Respondendo ao Sr. Moisés Alves que duvidou do post:
    Segue os números de Portaria, Processo e do Parecer de Exoneração da Prof. Carla.
    Portaria: 54617/16 SA-4
    Processo: 38457/T
    Parcer nº: 275/2016 – CAEDS – PREFEITURA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO – SP.

    Vá lá agora e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *