Pós Obama: média de aprovação a Barack Obama entre as piores

Barack Obama deixou a Casa Branca em alta, o que soa como algo incoerente: Como um presidente em alta não conseguiu convencer grande parte do eleitorado de seu país a votar na candidata do seu partido? Como um presidente tão em alta, perdeu assentos na Câmara e no Senado?

A ilusão em favor do ex-presidente democrata se mantém quase que exclusivamente por conta da adesão da grande imprensa em favor de Obama. Poucos são aqueles que se dão ao trabalho de questionar a fundo o legado do ex-presidente americano.

A questão é que, para o cidadão americano, Barack Obama não será lembrado como um presidente acima da média, ao contrário. De todos os presidentes eleitos nos Estados Unidos pós 2ª Guerra Mundial, Obama está entre os piores.

Para que o eleitor tenha uma ideia, Obama perde até mais para um dos presidentes mais atacados em sua gestão nos últimos anos: George W. Bush.

É isso que aponta uma pesquisa divulgada pelo Gallup. De acordo com a medição, Obama fica a frente apenas dos ex-presidentes Ford, Carter e Truman.

É provável que a referida pesquisa não seja noticiada por nenhum dos grandes jornais tupiniquins, se for, será uma curta menção num cantinho escondido da página na web ou do jornal impresso.

Enquanto Trump é o novo odiado pela mídia e por Hollywood, a exemplo do que ocorreu com Bush, Obama continuará sendo o queridinho. Ora ele, ora sua esposa. O resultado está aí!

É compreensível. Eles têm que se agarrar a suas próprias ilusões e vender a ideia de um mito forjado por eles mesmos, desde 2009.

Por Jakson Miranda

P.S. Não perca a chance de ganhar o excelente box A Revolta de Atlas, escrito pela magistral Ayn Rand. Aproveite, veja as regras do sorteio e participe. Você ajuda nossa página e aumenta sua lista de leitura. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *