Poema ufanismo sem fim!

Recebemos do nosso amigo Sérgio Alvarenga, da Direita Minas, um poema que sintetiza à perfeição o Brasil desses tempos. O titulo do poema, ufanismo sem fim, deixa claro que diante de tanta corrupção, ausência de educação, segurança, etc, ser patriota, não poucas vezes, soa como um grande ufanismo…

Leia também

A cultura brasileira faliu. Agora você precisa cuidar da cultura dos seus filhos!

Cantor Seal desmascara Oprah Winfrey

Vamos ao poema!

Ufanismo sem fim

Como explicar tanta humilhação?

Para que tanta corrupção?

Sem ética ou pudor

Ceifam uma legião em estupor…

 

Reféns de uma quadrilha,

De covardes assaltantes,

Punguistas meliantes,

Uma nação sequestrada por infames…

 

Sem legislativo ou executivo,

Sem judiciário,

Uma espúria de senado,

Corrompidos desgraçados…

 

Tiram a vida, saúde e educação,

Tudo que dignifica uma nação,

Vivem sua desmedida ambição,

Referendados por castrada constituição…

 

Filas nos hospitais,

Lagrimas de pobres mortais,

Que veem pais, filhos e netos.

Tratados como abjetos…

 

Onde está a esperança?

Diante de tanta ignorância,

Somos obrigados a escolher

Quem fará o povo sofrer…

 

Muitos partidos,

Uma só armadilha,

Desta hoje pútrida nação,

São uma verdadeira quadrilha…

 

Valorizar a vida e a dignidade humana

É para poucos, apenas loucos

Não respeitam seus semelhantes,

Em sua covardia delirante…

 

Narcotraficantes, latifundiários,

Acobertados por um cúmplice judiciário,

Assassinos honorários,

De uma população de novos escravos…

 

Nenhum presidente irá resolver

O que só o povo pode fazer,

Não adianta escolher e votar

Só em quem irá apenas nos roubar…

 

Travestidos de excelência,

São pútridas excremências…

Acorda gigante adormecido

Vamos nos livrar dos bandidos…

 

Trago a herança de um país inteiro,

Que virou um puteiro,

Samba, futebol e carnaval,

Inércia, alienação e cara de pau…

 

Hoje nos resta a utopia,

De momentos inesquecíveis,

Momentos de nostalgia,

Que deveriam ser verossímeis…

 

Incríveis,

Dias que não chegarão,

Lutemos por dias de gloria,

Para que um dia usufruirão…

 

Toda uma legião,

Herdeiros de nosso sangue,

Continuarão, então,

Nossa luta que não é em vão.

Encerramos

Ao ler uma produção dessas, não há como não ficarmos esperançosos em relação à cultura brasileira. Ainda há fagulhas de talento e excelência… Ou será excesso de ufanismo crermos nisso?

Voltemos à Direita

Related Post

Comments

comments

Um comentário em “Poema ufanismo sem fim!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *