Plebiscito no Reino Unido: Como votaria Thatcher?

Daqui a pouco os britânicos decidirão se vão permanecer na União Europeia ou se cairão fora. E a pergunta que lanço é: Como votaria Margaret Thatcher?

A disputa entre os ‘Brexit’, aqueles que apoiam a saída, e os ‘Bremain’, que desejam permanecer, está acirrada. Nesse momento, é impossível cravar um veredicto, não obstante, se observam fortes declarações contra a saída da inglesa do bloco.

As manifestações publicas para influenciar no plebiscito que pode por em cheque o futuro do bloco, é semelhante a outra. Às corriqueiras manifestações contra Donald Trump.

Nesse momento, não irei fazer nenhuma analise aprofundada dos prós e contras da união europeia.

Não falarei do aumento de influência do multiculturalismo, nem dos desequilíbrios fiscais entre os países membros. Também não falarei das benesses de sentir-se, literalmente, um cidadão europeu. É a grande pátria mãe!

Como disse a pouco, o embate está acirrado e qualquer um dos lados pode sair vencedor.

Mas, com todas as “evidências” que indicam os perigos de uma vitória do ‘Brexit’, será que os ingleses enlouqueceram?

Particularmente, desconfio que os ditos perigos anunciados não passem de propaganda do medo.

A verdade é que desconfio de todas as unanimidades dos últimos sessenta anos.

Todavia, nesse embate de gigantes, minha opinião em nada influenciará. Sabendo disso, resgato uma personagem que poderia está tomando partido por uma das alternativas.

Conhecida como a “Dama de Ferro” e justamente admirada pelos não esquerdistas do mundo, Margaret Thatcher foi a responsável por resgatar a economia da Inglaterra.

Poucos são os ingleses que não a admiram e poucos são os economistas e cientistas políticos que não reconhecem seus feitos.

E nesse plebiscito, é muito provável que Thatcher estivesse lutando em favor da saída inglesa da união europeia.

Trata-se de uma possibilidade e conclusão fácil de chegar quando conhecemos um pouco da história da primeira-ministra inglesa.

Foi Thatcher quem impediu que a Inglaterra adotasse o euro e graças a isso, o país da rainha sofreu menos que os outros com a crise internacional, cuja origem foi a administração econômica da união europeia. Ou seja, nossa “Dama de Ferro” não era lá uma ferrenha admiradora da “Europa”.

Talvez seja isso que esteja levando tantos ingleses a apoiar e votar pelo Brexit.

Em um famoso discurso a primeira-ministra fez o seguinte questionamento: “Qual é o ponto de tentar se eleger ao Parlamento só para entregar a libra esterlina e os poderes desta Casa para a Europa”? Não é isso que se discute hoje? Qual é a perspectiva que a união europeia oferece?

Como votaria Thatcher?

Para finalizar, deixo abaixo o discurso da “Dama de Ferro”. Para horror e desespero dos esquerdosos.

Por Jakson Miranda

 

Related Post

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *