OS MONSTROS DE JÓ E O SOCIALISMO “BONZINHO”

“Acaso pode alguém apanhá-lo quando ele está olhando? Ou lhe meter um laço pelo nariz?” (Jó 40,24)

O livro de Jó é muito apreciado pelos cristãos. Mas não só por eles. O famoso psiquiatra alemão Karl G. Jung escreveu sobre o livro também.

É bem conhecida essa passagem do livro de Jó em alguns círculos teológicos e de filosofia política. As perguntas do perplexo autor deixam claro o poder do monstro a que se refere. Às vezes o bicho não se mostra de todo e põe apenas os olhos fora d´água para atacar com ferocidade e destruição. O socialismo com seu lado “bonzinho” ou socialdemocrata pode agir assim também. E quase sempre o faz.

O mito do socialismo democrático é antigo. Vem pelo menos do início do século 20 com as pelejas internas entre os comunistas. No Brasil o socialismo “bonzinho”, encarnado no PSB do falecido Eduardo Campos, Marina com rede camuflada verde e Aécio Neves, ainda mais disfarçado que Marina, engana muita gente.

O manifesto do PSB (aqui) atenção para o último item, REIVINDICAÇÕES IMEDIATAS, 9º) dá um sinal inequívoco do socialismo bonzinho: aumento progressivo da tributação, transferência gradual da riqueza das empresas e famílias para o estado e a eliminação da educação privada (o ensino ficará a cargo do Leviatã – como é conhecido um dos monstros do livro de Jó).

Pois bem. Não quero ser repetitivo. Falo hoje de outro socialismo “bacana” – o socialismo chileno e sua “prezidenta”, Michelle Bachelet.  Tanto Carta Capital  como Veja  veicularam matérias que tratam da reforma educacional de Bachelet, que aplicou de 2006 a 2010 o modelo de desenvolvimento do socialismo soft. Bachelet voltou ao poder em 2014 e expõe, como bicho, presas e garras escondidas.

Agora, Bachelet vai aumentar tributos – transferindo ainda mais riqueza das empresas e famílias para o estado – e eliminar a educação privada no Chile, inclusive (é óbvio) a educação religiosa. Alguma semelhança com o programa do PSB de Eduardo?

No Brasil, penso que isso vai acontecer também. Seja com PT, seja com PSB e até com PSDB. Ninguém se engane.

Sobre o livro de Jó, vale à pena consultar os versículos abaixo:

Jó 40, 15-23 e Jó 41, 1-9,

para conferir como o autor descreve as bestas poderosas.

Bestas reais dos tempos bíblicos de Jó que levaram filósofos e escritores como Thomas Hobbes e William Blake a compararem a descrição bíblica com realidades mundanas de elevado poder e grande capacidade de opressão.

Os monstros de Jó estão em franca atuação na América Latina e no Brasil. E sua forma de socialismo bonzinho é perigosa, pois é forte, mas finge fraqueza.

Quem poderá detê-los?

 “Acaso pode alguém apanhá-lo quando ele está olhando? Ou lhe meter um laço pelo nariz?” (Jó 40,24)

 

Por Pr. Marcos Paulo

 

Leia Também:

Os dez mandamentos (+um)

O copo do Melanchton e a “pátria educadora”

Casamento homossexual: Pode o cristão desobedecer ao Estado?

GREGÓRIO DUVIVIER: O ATEU QUE NÃO CONHECE A BÍBLIA

O Impeachment e a Bíblia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *