Os 15 anos dos ataques ao WTC e a professora de esquerda que defecava pela boca

Até o presente momento, o dia mais importante do Séc. XXI, infelizmente, foi 11/09/2001, pelas razões sabidas e evidentes. É um daqueles dias que cravaram lugar na estante da história, não por seu mérito construtivo ou benéfico, mas como lembrança da barbárie e do ódio.

Hoje, já vislumbrando os efeitos geopolíticos deste evento, completamos quinze anos de sua ocorrência.

Muitos inocentes morreram, muitos heróis vieram à luz, muitos foram lembrados, tantos outros esquecidos.

Mas neste dia tão denso, em que tanto nos compungimos com o que aconteceu há 15 anos, quero usar este espaço para uma lembrança em especial.

Quero compartilhar com vocês as palavras de uma professora que tive na faculdade. Como sou formado em história nem preciso dizer que a cidadã era esquerdista… e, como tal, escondia sua psicopatia e mendacidade por trás do discurso de detentora do monopólio da virtude.

Numa das doutrinações travestidas de aula, com o orgulho ostentoso dos imbecis, nos contou que, no fatídico 11/09/2001, comemorou ao receber a notícia, e celebrou o ataque ao “símbolo do imperialismo ianque”.

Como primatas incitados por seus tratadores, os alunos de extrema esquerda revelaram a mesma impressão. De como aquele dia, a despeito dos inocentes mortos, havia sido épico e maravilhoso.

Toda vez que lembro do 11/09, cara professora, lembro de você, e lembro daqueles que você e seus comparsas conseguiram doutrinar. Gente que enche a boca para acusar o “fascismo” alheio, mas que não passam de genocidas em potencial, que dormitam apenas por não terem alcançado o poder decisório de exterminar os que os contraditam.

Vocês me enojam, mas me lembram dia a dia, porque não sou, nunca serei, e deploro a esquerda em todos os seus níveis.

Por Renan Alves da Cruz

Adquira o ebook Por que sou conservador e ajude o Voltemos à Direita.

Assine nossa NEWSLETTER e receba artigos em primeira mão. É fácil, rápido e seguro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *