O que chamam de direita burra, eu chamo de direita honesta

A expressão, usada à exaustão nos últimos dias, ao contrário do que seria lógico presumir, não partiu dos esgotos esquerdistas de sempre, mas, pelo contrário, esteve protagonizando a pauta de trabalho de certa direita sedosa.

Vicejou em muitos lugares. Na pena de um famoso blogueiro tucano da Veja, passando por alguns opinadores aquilatados nas redes sociais. Eram eles, a direita inteligente, diagnosticando a direita burra.

Vamos explicar:

Se você acha que Renan Calheiros têm que ser destronado e extirpado da vida política brasileira o mais rápido possível, porque não é mais admissível tolerar tanta corrupção e desfaçatez, você faz parte da direita burra.

A direita inteligente acha que Renan não pode ser tocado antes de direcionar as pautas combinadas com o governo, inclusive aquela que objetiva travar a Lava-jato, salvando assim o pescoço dos tucanos de alta plumagem, que são amicíssimos do pessoal da direita inteligente.

Se você acha que, havendo comprovação de que Temer recebeu propina, ele perde a legitimidade de conduzir o país e deve ser substituído, já que combater a corrupção não significa combater apenas o PT, você é da direita burra.

A direita inteligente advoga que é preciso dar estabilidade ao governo Temer para que ele implemente as reformas necessárias, mesmo que isso implique em fazer vistas grossas a qualquer evidência de envolvimento dele em ilícitos

Se você entende que as reformas propostas pelo governo são sim necessárias, mas que elas não dão salvo-conduto a quem quer que seja, já que você não conseguiria colocar a sua cabeça no travesseiro criticando apenas uns corruptos enquanto acoberta outros, você é da direita burra.

A direita inteligente crê que a “estratégia” é fundamental no “jogo político”, significando que é possível haver certa seletividade entre os males que criticamos e os que toleramos.

Se você vislumbra que a Lava-Jato é a coisa mais alvissareira que aconteceu no Brasil nas últimas décadas, pela possibilidade de enfrentar a corrupção endêmica no país, e que por isso deve ser apoiada e incentivada, você, claro, pertence à direita burra.

A direita inteligente sabe que essa demonização da classe política é péssima, ainda mais quando alcança os amigos do PSDB, sendo, portanto, muito perigoso conceder tanto poder a policiais, juízes e procuradores, que ao se empenharem para prender corruptos, afrontam as instâncias de poder da República, que são tão importantes, mas tão importantes mesmo, que só a direita inteligente entende. A direita burra não.

Pelo visto, sem me sentir ofendido, estou no lado da direita burra.

E por que não me ofendo?

Porque o que eles chamam de direita burra, eu chamo de direita honesta.

Renan Alves da Cruz 

2 comentários em “O que chamam de direita burra, eu chamo de direita honesta”

  1. Só discordo do termo “direita sedosa”, pois esses caras nunca foram de direita verdadeiramente, mas à direita apenas da extrema-esquerda.

    A verdadeira direita está sendo chamada de extrema-direita porque os “limpinhos e cheirosos” da esquerda caviar ficaram mais agressivos, bastando ver FHC conclamando toda a esquerda contra nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *