Nove coisas que você deve saber sobre o PT (para não virar um inocente útil)

Por Sérgio Pardellas, na IstoÉ:

1. O PT nunca gostou de Dilma (e, no fim, torceu por sua queda)
Os petistas aturaram Dilma. É diferente. Em dado momento, ela serviu aos interesses do partido. Intramuros, o PT conseguia falar mais mal dela do que a própria oposição. Para o PT, a gestão catastrófica da mandatária contribuiu para ampliar o desgaste do partido

2. O PT não quer derrubar Temer
Hoje, o PT prefere que o governo Temer desembarque no ano eleitoral chamuscado, carregando o peso de eventuais reformas impopulares. Claro, se a bola pingar na pequena área …

3. O PT sabe que não houve golpe
Admitir a existência de um golpe em 2016 equivale a dizer que eles também apoiaram um golpe em 1992. Não foi golpe nem lá nem cá. Os petistas sabem bem disso. O resto é discurso.

4. O PT recorreu à TV Globo em 1992
Sabe a Globo “golpista”? Em 1992, Lula e Mercadante foram a Roberto Marinho pedir apoio ao impeachment de Collor

5. O PT não gosta das minorias/dos desempregados/pobres/homossexuais/negros/mulheres. Só os que carreguem sua bandeira
Os exemplos pululam. Comece a reparar.

6. O PT já achou que ter pobre em manifestação era demérito
Na narrativa petista, “só coxinha bateu panela e compareceu às manifestações de 2016”. Não é verdade. Mas, olha
que coisa, em 1992, o fato de “pobre” não apoiar o impeachment de Collor era considerado pelo PT uma vantagem. Mercadante se vangloriou em artigo que “o Brasil inteiro apoiava o impeachment de Collor”, menos os rincões do País – os “pobres manipulados”. Ou seja, o que era um trunfo em 1992 para os petistas (só “pobretão desinformado” apoiava Collor), converteu-se em demérito em 2016 para os apoiadores do impeachment de Dilma (o sofisma de que “pobre” não foi aos protestos).

7. O PT perdeu a eleição de 1989, entre outros fatores, por causa de uma compra mal explicada de um aparelho de som
Os bem íntimos conhecem a história.

8. Lula nunca foi de esquerda
E nunca se declarou de esquerda. O próprio Dirceu observou, certa vez, que Lula era um conservador acima de tudo.

9. O PT é tão de esquerda quanto o PSDB
Foi Lula quem criou a falsa dicotomia, enquanto o Fla-Flu e o “nós contra eles” lhe foi conveniente. O PSDB possui alas conservadoras. É verdade. Mas o partido é essencialmente de esquerda. Seus principais líderes empunham bandeira e adotam agenda majoritariamente de esquerda. Quem considera o PSDB um partido de direita não precisava nem ter chegado até aqui. Não entende patavina de política.

 

Nota do blog. 

Tenho ressalvas em relação ao motivo 8… no mais, o artigo é esclarecedor.

 

Por Renan Alves da Cruz

Um comentário em “Nove coisas que você deve saber sobre o PT (para não virar um inocente útil)”

  1. lula conservador!? rsrs a esquerda não tem uma ideologia, mas várias e antagônicas. Cada uma a ser utilizada, mesclada, etc. ao sabor das conveniências, como instrumento para a Revolução, busca e manutenção do poder, a destruição e humilhação do oponente, o uso de pessoas e a manipulação de suas misérias e fraquezas, a corrupção de valores, instituições, etc. um conservador NUNCA! compactua com tais ações, valores, idéias… Lula é um psicopata! e como tal, terá tantas máscaras quantos ambientes e públicos houver para aplicar seus “golpis”, que destroem sonhos, vidas, corrompem valores…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *