NAZISMO FOI DE ESQUERDA, PONTO FINAL!

(Artigo publicado em 22/06/19)

Nazismo foi de esquerda, sim senhor! E quem discordar escreva um artigo refutando o que estamos dizendo.

Pois bem. Qual a diferença entre nazismo, fascismo e comunismo? Bem, é ponto pacifico que o comunismo é de esquerda. Também deveria ser em relação ao nazismo.

Escrevi aqui no blog, um artigo em que demonstrava o caráter genocida de ambas as ideologias: comunismo e nazismo. NAZISMO MATA! COMUNISMO TAMBÉM. Meu artigo fora uma tardia resposta a “discussão” que se instalou nos principais jornais do país diante do comentário feito pelo Chanceler Ernesto Araújo associando o nazismo a esquerda.

Não devemos nos alongar no fato de que a suposta “discussão” empreendida pela mídia tenha dado espaço somente a “especialistas” que pensam o oposto do chanceler.

Ainda mais antigo é meu artigo sobre a banda de rock Iron Maiden. (Iron Maiden no Brasil: Heavy metal antiesquerdista) Escrito em 2015. Na ocasião já deixei explicito que sim, o nazismo foi de esquerda!

Há alguns dias, um dos leitores do artigo fez o seguinte comentário:

“Cara você parte de uma premissa extremamente equivocada e de um revisionismo histórico totalmente anti acadêmico ao afirmar que Hitler era progressista ou esquerdista. Toda sua argumentação parte desse pressuposto errado, então não da nem pra discutir os pontos que você levantou.
Mas isso não quer dizer que eu concorde ou ache que o Iron é uma banda de esquerda. Apenas acho que sua visão de associar o nazismo a esquerda joga toda sua argumentação na lata de lixo”.

Em resposta ao comentário acima e para horror e desespero da esquerda, afirmo e comprovo que sim, o nazismo foi de esquerda!  Repito: nazismo e comunismo são de esquerda.

Em toda a discussão encabeçada pela mídia, não vi nenhuma menção ao ótimo livro Tempos Modernos do historiador Paul Johnson. Ok! Faço eu.

Na obra em questão, Johnson mostra as raízes darwinistas e marxistas do antissemitismo que povoou a Europa entre o final do século XIX até a segunda guerra mundial. Isso por si só já é prova suficiente para mostrar aonde que Hitler foi buscar “inspiração” ideológica.

“O anti-semitismo parece ter surgido na Alemanha por volta de 1870 e 1890, numa época em que os filósofos sociais do tipo determinista usavam os princípios da seleção natural de Darwin para desenvolver leis que explicassem as mudanças colossais causadas pelo industrialismo, pelo surgimento de megalópoles e pela alienação dos imensos proletariados sem raiz”. 

“O anti-semitismo moderno teórico derivava-se do marxismo e abrangia uma seleção (por razões de conveniência econômica, política e nacional) de uma parte determinada da burguesia passível de agressão”.

Para fechar a questão quanto ao nazismo ser de esquerda, Paul Johnson não deixa dúvidas e assinala de forma categórica:

“… Acrescentou as palavras ‘Nacional Socialista’ ao nome do partido. Apesar de usar algumas vezes a palavra as palavras nacionalismo e socialismo, como se fossem permutáveis, o elemento radical e socialista sempre permaneceu forte no seu programa. Nunca foi, em qualquer sentido, um político burguês ou conservador, ou um expoente, ou defensor do capitalismo”.

UAU! Eu poderia me regozijar esfregando isso na cara dos esquerdistas. Não o farei. Apenas sinto vergonha alheia e pena da falta de leitura dessa gente.

Fecha o autor de Tempos Modernos,

“A política de Hitler, ao criar um partido de elite de vanguarda, numa base de massa, foi, é lógico, copiada da experiência de Lênin. Em aspectos importantes, ele permaneceu um leninista até o fim…”.

Não há meios honestos de refutar uma colocação dessas. Não meios honestos de refutar os fatos, então, o que sobra a esquerda é criar um falso consenso e querer dividir com os conservadores aquilo que é único na ideologia de Marx: a aniquilação de todos aqueles que são considerados obstáculos do “novo mundo”.

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

5 comentários em “NAZISMO FOI DE ESQUERDA, PONTO FINAL!”

  1. Não é necessário escrever qualquer artigo para refutar o que escreveu o colunista. Na verdade, muito já foi escrito e é tão infantil o argumento de que o nazismo é de esquerda que se perde em sua inércia probatória.

    • Bem, amigo. Aí você precisa refutar um dos principais historiadores do século XX. Aliás, qual a bibliografia básica que você já leu de quem diz que é de esquerda e quem diz o contrário?

  2. Todo esquerdista odeia os judeus, Hitler não seria o contrário disso! Lula e Dilma nunca se aproximaram de Israel o berço de judeus e o nosso Presidente de Direita no primeiro mês de governo já se aproximou politicamente e fez parcerias com comandantes de Israel e com Israel de várias formas!
    A República de Weimar na Alemanha Nazista, uma ditadura de partido único totalitária e autocrática de ideologia nacional socialista. Hitler pregava a eliminação dos judeus da Alemanha e o estabelecimento de uma Nova Ordem para combater o que ele via como “injustiças pós-Primeira Grande Guerra”, numa Europa dominada pelos britânicos e franceses, que e erão dois países de Direita em todos os sentidos na época!
    Em julho de 1919, ele foi apontado como Verbindungsmann (agente de inteligência) da Aufklärungskommando (Comando de Reconhecimento) do Reichswehr (o novo exército alemão), com o propósito de influenciar outros soldados e se infiltrar no Partido Alemão dos Trabalhadores (DAP), uma espécie de PT alemão. Enquanto monitorava as atividades do DAP, Hitler foi atraído pelo fundador do partido, Anton Drexler, e sua retórica anti-semita, nacionalista, anti-capitalista e anti-judeus.
    Nunca vi um direitista ser anti-capitalista e muito menos anti-judeus! Portanto Adolf Hitler o assassino dos judeus e anti-capitalista sempre foi um esquerdista, sem dúvidas!
    Hitler também era contra o livre mercado, lema de qualquer direitista. Hitler era a favor do Estado forte, sendo que a Direita quer diminuir o tamanho do Estado.
    Adolf Hitler pertencia a um partido político chamado Nationalsozialistische Deutsche Arbeiters Partei ou Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, nunca um partido de direita teria esse nome!
    Na Alemanha, durante o século XIX, quando o socialismo estava começando a ficar em voga na Europa, não havia nenhuma distinção entre “socialismo” e “comunismo”. Sim, havia formas distintas de socialismo, mas estas não eram diferenciadas pelos termos “socialismo” e “comunismo”. Cada intelectual possuía a sua preferência, mas os termos “socialismo” e “comunismo” eram utilizados de maneira intercambiável.
    Os proprietários dos meios de produção eram chamados de dirigentes comerciais, ou ‘Betriebsführer’. O governo dizia a estes supostos empreendedores o que produzir, como produzir, em quais quantidades e a que preços. O governo também determinava de quem eles deveriam comprar, a quais preços e a quem poderiam vender. O governo decretava os salários que deveriam ser pagos para cada trabalhador. E determinava também para quem e sob quais condições o capitalista deveria investir seus fundos.

    As transações de mercado não eram genuínas; eram apenas um fingimento, uma simulação.

    E, dado que todos os preços, salários e taxas de juros eram estipulados pelas autoridades, eram preços, salários e juros apenas na aparência. Com efeito, eram termos meramente quantitativos em meio a um ordenamento autoritário que determinava a renda, o consumo e o padrão de vida de cada indivíduo. Era a autoridade, e não os consumidores, quem comandava a produção.

    O comitê central de gerenciamento da produção era supremo. Todos os cidadãos se transformaram em meros funcionários públicos. Isso nada mais é do que um arranjo socialista, o fortalecimento do Estado com os políticos ricos e a população pobre, idêntico ao que acontece atualmente na Venezuela e como é em Cuba ou na Coréia do Norte atualmente, também em todos países socialistas e comunistas é assim!
    Hitler sempre foi contra a economia de mercado. A Economia de Mercado é protegida pela Direita!
    Hitler era a favor do Estado mandar nas propriedades privadas de todos habitantes, portanto Hitler era contra a propriedade privada. Para Hitler ele proibia a população alemã de ter uma religião! Tudo em Hitler era comunista e socialista! Ele só em poucos pontos discordava do Marxismo de esquerda, discordância quase mínima que nem tinha efeito! Já da Direita o Hitler não concordava com nada!
    O nome Socialismo é a oposição ao Capitalismo. O Capitalismo sempre foi odiado por Adolf Hitler em toda sua vida.
    Hitler também odiava os judeus! Os judeus são amados pela Direita Mundial.
    Israel é um país judeu e de Direita!
    Hitler também era ateu como a maioria dos esquerdistas e não acreditava em Deus!
    Pra fechar, o nome do Partido Político que o Hitler pertencia se chamava Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, o PT alemão!
    Hitler era autoritário como foi Hugo Chaves, como é Maduro e como foi Fidel Castro, todos socialistas comunistas!
    Em 1979, em uma entrevista a Revista Playboy, Lula disse que admirava muito Adolf Hitler! Quando Lula fundou o PT deve ter se baseado no Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, o PT alemão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *