Menino veste azul e menina veste rosa. Quem discorda?

(Artigo publicado em 04/01/2018)

Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos no governo de Jair Bolsonaro, foi alvo da sanha autoritária do politicamente correto. Isso porque a ministra protagonizou um vídeo comemorando, creio que sua posse, e fazendo a seguinte afirmação: “Atenção, menino veste azul e menina veste rosa”.

A ministra apenas expressou um padrão culturalmente aceito pela sociedade do mesmo modo que noivas vestem o branco e o uso do preto ao expressar luto pela perca de um ente querido ou há um algo a mais em sua frase?

A própria Damares tratou de esclarecer

Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores.”

E ainda

“Vamos deixar as crianças em paz, gente. Vamos deixar a criança ser criança em sala de aula. Quer fazer a discussão? Vamos fazer lá em cima na academia. O menino é o que ele vê. Ele olha para o corpo e está vendo corpo de menino. E a escola está dizendo que não é menino, para esperar e ver o que ele quer ser”. 

Não há o que acrescentar ao esclarecimento da ministra, aliás, apenas um ignóbil que não consegue ler as entrelinhas de uma simples frase não compreendeu que foi exatamente isso que Damares Alves quis dizer ao comemorar que “menino veste azul e menina veste rosa”.

Para entender nosso posicionamento sobre a ideologia de gênero, leia nosso artigo viagem a 2030: Ideologia de Gênero no Brasil. 

No mais, a reação à fala da ministra evidencia que a estratégia é valer-se de forma oportunista de qualquer frase, por mais simples que seja dita por alguém do novo governo. Frise-se que se trata de uma estratégia habitual de maus caracteres.

Por fim, discordar da Ministra Damares Alves, nesse particular, revela ignorância, hipocrisia ou o que é mais grave, apoio à ditadura da ideologia de gênero e sexualização precoce de nossas crianças e jovens. Ou seja, apenas a lacrolândia  achou ruim e esperneou.

Por Jakson Miranda

Siga o Voltemos à Direita nas redes sociais e assine a newsletter para receber todos os nossos artigos.

2 comentários em “Menino veste azul e menina veste rosa. Quem discorda?”

  1. “ministra apenas expressou um padrão culturalmente aceito pela sociedade do mesmo modo que noivas vestem o branco e o uso do preto ao expressar luto pela perca de um ente querido ou há um algo a mais em sua frase?”
    Concordo plenamente. Só foi mal no “perca”, hehe. Olha a revisão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *