MENINO RHUAN: POR QUE CASO FOI POUCO DIVULGADO PELA IMPRENSA?

(Post publicado em 24/06/19)

Confesso que não tive condições de lidar aqui no blog com o ocorrido com o menino Rhuan.  Embora muitas questões poderiam e podem ser levantadas em torno do brutal acontecimento: a desumanidade das criminosas, o radicalismo da ideologia de gênero e ainda, a omissão da imprensa.

Leia também: 

Um obstetra revolucionário no debate sobre ideologia de gênero

E embora ainda não me sinta a vontade de tratar do assunto, aceitei o convite da competente jornalista Ana Carolina Cury que gentilmente pediu meu depoimento sobre o caso. Na matéria escrita por Ana, Especialista questiona: “Por que caso do menino Rhuan foi pouco divulgado pela imprensa?” (Leiam a integra) encontramos o seguinte:

Para o professor e historiador Jakson Miranda o caso foi sim abafado pela mídia. “O macabro crime é digno de filme de terror. Diante desse cenário, questionamos a repercussão que o fato (não) teve na grande mídia.  Não assistimos nos principais jornais reportagens especiais, opinião de especialistas ou matérias investigativas. Isso nos leva a deduzir, sem exageros, que essa mídia resolveu abafar o caso.  Por que?  Porque trata-se de um fato da realidade que não atende à pauta ideológica a qual eles aderiram”, opina.

Será, então, que o motivo de pouca abordagem do caso seria para não colocar em voga a pauta da classe LGBT? Para Miranda sim. “A imprensa não quer ter que confrontar ou correr qualquer risco de parecer discriminatória contra esse grupo. Então, entre o grupo LGBT e a vida do menino Rhuan, os principais veículos de comunicação do país, escolheram o grupo. No último domingo houve passeata dos apoiadores e seguidores LGBT e, assim como a imprensa, não há registro de que tenham se manifestado sobre o crime”, conclui o professor e historiador.

Fecho este post lembrando do que disse Jesus em Lucas 11:11:

“E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente”?

No mundo de hoje, contaminado por ideologias nefastas, a desumanidade é tanta que as pessoas não só  deixaram de amar seus filhos; tornaram elas mesmas, serpentes venenosas que ceifam a vida de inocentes crianças. Foi o que aconteceu com o menino Rhuan.

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

2 comentários em “MENINO RHUAN: POR QUE CASO FOI POUCO DIVULGADO PELA IMPRENSA?”

  1. Se fizessem isso com um membro(a) da “comunidade” gay, iriam para as ruas clamar contra o(s) “fascista(s)” que cometeram ato tão monstruoso. Mas como foram membros da “comunidade” gay, calam-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *