Marco Aurélio Cunha desesquerdiza jornalistas militantes da ESPN ao vivo

Marco Aurélio Cunha, coordenador da seleção feminina de futebol, foi o convidado do programa Bola da Vez da ESPN.

É claro que os jornalistas progressistas da ESPN não perderiam a grata oportunidade de fazer média com o feminismo, fator que impressiona hoje em dia no jornalismo brasileiro: esse desejo incontrolável de agradar femimonstras.

Sem pestanejar, Marco expôs a hipocrisia de quem reclama que o futebol masculino recebe mais investimento que o feminino, mas só coloca na grade de programação o futebol masculino, que atrai audiência, anunciantes e mantém o emprego de todo mundo.

A página do facebook Caneta Desesquerdizadora, sempre atenta, não deixou a mitada passar em branco, dando publicidade à desesquerdizada.

Marco Aurélio Cunha desesquerdiza ESPN ao vivo

A URSSN (ESPN Brasil) resolveu colocar seus esquerdosos para entrevistar Marco Aurélio Cunha, atual coordenador de Futebol Feminino da CBF, e falar sobre "igualdade no futebol" e a demissão da treinadora da seleção. Resultado: Caneta Desesquerdizadora ao vivo!

Publicado por Caneta Desesquerdizadora em Quarta-feira, 18 de outubro de 2017

É claro que nós do Voltemos à Direita, que temos todo aquele carinho que você já conhece pela ESPN, não deixaríamos passar em branco também.

Leia mais: 

ESPN Brasil: esquerdismo rasteiro em doses cavalares

A indignação seletiva da ESPN Brasil  

Como conhecemos a hipocrisia da esquerda, sabemos bem que a ESPN não vai mudar seu enfoque e nem tolher sua falsidade. Ficamos, portanto, à espera de novos corajosos que desmascarem suas incoerências e hipocrisias.

Por Renan Alves da Cruz 

Related Post

Comments

comments

2 comentários em “Marco Aurélio Cunha desesquerdiza jornalistas militantes da ESPN ao vivo”

  1. O único canal esportivo que acompanho é a ESPN. Seus comentaristas (alguns) são muito bons, quando tratam apenas de esporte. Bem acima dos comentaristas dos outros canais. E claro, eu amo esportes americanos, e não tem como negar que com relação a isso, ninguém se compara à ESPN e os jornalistas que fazem estes esportes. Porém, infelizmente, vários que lá estão aproveitam todas as oportunidades para tocar em outros assuntos. Exemplo óbvio é o Juca Kfouri, que quando se contém a falar apenas de futebol não é tão ruim assim, apesar do clubismo. Ainda bem que se livraram do arrogante hipócrita do José Trajano.
    Existe um tal programa atualmente que se chama ESPN W (W de Women –
    Mulheres), que eu nunca assisti, então não posso falar sobre ele, mas dá para imaginar do que trata, ainda mais porque conta com a presença de duas jornalistas horríveis e feministas, uma é essa Gabriela Moreira, que tomou o toco do Marco Aurélio, e a outra é a Marcela Rafael, que quando apresenta os programas de debates futebolísticos eu faço questão de não assistir.
    Enfim, continuo acompanhando o canal, mas eles estão fazendo força para perder audiência, a grade antiga deles era muito, mas muito melhor, além de várias matérias que passam no SportsCenter, principalmente, estarem ficando bastante tendenciosas…e ainda tenho dúvidas quando à ideologia do Antero Grecco, que gosto muito ainda mais quando está com o Amigão, mas às vezes fala cada asneira…

    • Olá, Fabio, acompanho muitos esportes também e compartilho sua opinião, mas confesso ter migrado atualmente um pouco mais para o Fox Sports quando possível, mas a questão não se resolve tão facilmente. No Fox Sports há também gente do quilate do Flávio Gomes… pra citar um. E realmente, nos esportes americanos, não dá pra comparar.
      Não suporto o João Carlos Albuquerque, o João Canalha, que creio fazer jus ao apelido… Acho que é uma das piores coisas da ESPN, hipócrita ao extremo.
      Sobre o Antero, creio que ele é um dos que menos se manifesta ideologicamente, o que é pelo menos aceitável, no entanto, é petista e lulista de carteirinha…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *