Caso Rhuan Maycon – respondendo um(a) SIMPATIZANTE LGBTQ

Não tenho dúvidas de que um dos acontecimentos mais tristes de 2019 foi o caso Rhuan Maycon. Vamos recordar a tragédia, mas, com pesar no coração. Faremos apenas por dever do oficio.

No dia 24/06, aqui no blog, publicamos o post MENINO RHUAN: POR QUE CASO FOI POUCO DIVULGADO PELA IMPRENSA? Nele, escrevi o seguinte:

O macabro crime é digno de filme de terror. Diante desse cenário, questionamos a repercussão que o fato (não) teve na grande mídia.  Não assistimos nos principais jornais reportagens especiais, opinião de especialistas ou matérias investigativas. Isso nos leva a deduzir, sem exageros, que essa mídia resolveu abafar o caso.  Por quê?  Porque se trata de um fato da realidade que não atende à pauta ideológica a qual eles aderiram.

A imprensa não quer ter que confrontar ou correr qualquer risco de parecer discriminatória contra esse grupo. Então, entre o grupo LGBT e a vida do menino Rhuan, os principais veículos de comunicação do país, escolheram o grupo. No último domingo houve passeata dos apoiadores e seguidores LGBT e, assim como a imprensa, não há registro de que tenham se manifestado sobre o crime.

Como fica claro no que vai acima, questionamos à época, a pouca repercussão que o caso Rhuan Maycon teve na grande mídia. De fato, ao não abordar o crime em profundidade, evitou-se assim, mencionar que as assassinas da criança são declaradamente adeptas da ideologia de gênero. Ao ser interrogada e questionada sobre os motivos que a levaram a decepar o órgão genital da criança, a mãe foi taxativa em afirmar que o menino Rhuan queria ser uma garota.

Pois bem, por esses dias, recebemos o seguinte comentário em nosso blog:

É triste o desespero pra culpar a comunidade LGBT por crimes igual esse. A luta sempre foi por amor e respeito. Mas pra tentar justificar a intolerancia e “combater”, associam a imagem com coisas terríveis que não tem nada a ver com o movimento. Fico triste em precisar explicar mas não somos psicopatas, não somos assassinos, não somos pedófilos. E pedimos, por favor, assim como um padre pedófilo (que é sempre encoberto) não representa o cristianismo, psicopatas assim também não nos representa. (Edu).

Vamos responder por partes.

É triste o desespero pra culpar a comunidade LGBT por crimes igual esse”. Primeiro, reiteramos que triste foi o que aconteceu com a criança.

Segundo, desespero é querer dissociar uma “comunidade” ideológica daquilo que ela mesma prega: A “Teoria” Queer (ultima letrinha do LGBTQ) defende que não existe gênero biológico. As consequências desse tipo de pregação já aparecem no dia a dia. O caso Rhuan Maycon é apenas uma das faces cruéis dessas consequências. Devemos enfatizar, para fins pedagógicos, que o ocorrido aqui no Brasil não é o único caso (Aqui e Aqui). Mas tais casos são apenas meras coincidências.

Igualmente danoso e não menos cruéis são as centenas de crianças forçadas por seus responsáveis (pais transgêneros) a seguirem a cartilha LGBTQ. Os defensores da “comunidade” LGBT falam muito em direitos humanos e aqui somos obrigados a perguntar onde estão os direitos humanos dessas crianças?

Terceiro ponto, A luta sempre foi por amor e respeito. Mas pra tentar justificar a intolerancia e “combater”, associam a imagem com coisas terríveis que não tem nada a ver com o movimento”. É esclarecedor que na mesma linha em que fala de amor e respeito, Edu nos chama de intolerantes. Ou seja, não somos merecedores de amor e respeito. Trata-se de um jogo manjado! Basta que alguém critique ou discorde da ideologia LGBTQ que logo passa a ser taxado de intolerante.

Quarto e último ponto. “Fico triste em precisar explicar mas não somos psicopatas, não somos assassinos, não somos pedófilos. E pedimos, por favor, assim como um padre pedófilo (que é sempre encoberto) não representa o cristianismo, psicopatas assim também não nos representa”. Calma, Edu. Não fique triste. Obviamente que nós não generalizamos. Faça o mesmo! Fale por você e não pela “comunidade”.

Vou além! Seja o que você quiser ser: heterossexual, homossexual, bissexual, lésbica… Mas que tal você seguir o exemplo de tantos outros que já entenderam que a “comunidade” LGBTQ significa uma IDEOLOGIA e usa a vida sexual de milhões de pessoas para propagarem pautas que nada agregam na busca de uma sociedade harmoniosa? Que tal você sair dessa bolha? Siga em frente, seja feliz e que Deus lhe abençoe!

Por Jakson Miranda

Lagosta e vinho liberados para o STF

Alguém surpreso com essa noticia? TCU liberou lagosta e vinho para o STF. Não, ninguém ficará surpreso.

Apesar do Ministério Público ter argumentado que o pregão para fornecimento  de refeições aos ministros do STF não coaduna com a crise econômica que o Brasil atravessou, os ministros do TCU liberaram o banquete, pago com dinheiro público, ou, pago com o dinheiro do gari, do agente penitenciário, do desempregado, do autônomo, do motorista de ônibus, com o seu e com o meu dinheiro. Esses, ou nós, nunca teremos em nossas mesas lagosta e vinho importado.

O teor do pregão foi divulgado pela imprensa no início de maio, e o Ministério Público apresentou ao TCU uma representação para apurar supostas irregularidades na licitação. No texto, o subprocurador-geral do Ministério Público junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, indicou que a notícia provocou “forte e negativa repercussão popular” e que os itens previstos no pregão contrastavam “com a escassez e a simplicidade dos gêneros alimentícios acessíveis – ou nem isso – a grande parte da população brasileira, que ainda sofre com a grave crise econômica que se abateu sobre o país há alguns anos”.

Para uma imensa parcela da população brasileira, o STF é uma vergonha. E o que o STF faz? Publica pregão para contratar empresa de fornecimento de refeições que custará modestos R$ 481.720,88. Isto é uma vergonha!

Leia também:

O perigoso protagonismo dos ególatras do STF

STF exerce poder legislador: A democracia está em perigo

Para finalizar, devemos lembrar que o STF é a instância suprema da nossa justiça e como tal, deveria zelar pela discrição, todavia, tem atuado mais como um grupo político, destoando na maioria dos casos, dos anseios por justiça da sociedade e agindo, como no caso das refeições, com uma afetação desmedida. É bem o perfil de Gilmar Mendes e Cia.

Por Jakson Miranda

Juiz homologa delação de hacker da lava jato

Uma das noticias mais relevantes do dia, além de Renan Calheiros ter virado réu na lava jato, é essa: juiz homologa delação de hacker da lava jato. O hacker vai delatar. Grande dia!

Leiam matéria do G1. Voltarei em seguida.

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, homologou nesta terça-feira (3) a delação de Luiz Henrique Molição, um dos suspeitos de invadir celulares e aplicativosde autoridades, entre as quais o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e procuradores da Operação Lava Jato.

A homologação é necessária para que os investigadores possam dar continuidade à busca de provas com base nas informações obtidas na delação. Ao homologar (validar) o acordo de delação, o juiz considera que o delator não sofreu coação e confirma a punição negociada por ele com o órgão de investigação (Polícia Federalou Ministério Público) em troca das informações que forneceu.

Leia também:

Quem vai DENUNCIAR o baile Funk? 

A direita e a liberação de cassinos no Brasil

O juiz e hoje ministro Sergio Moro foi alvo do intercept Brasil e de toda a esquerda, agora, as coisas começarão a ficar complicadas, ou seja, é enorme a chance da verdade vir a tona de uma vez por todas.

A questão fundamental que a Operação Spoofing, a partir da delação, irá responder não é de como Sergio Moro foi hackeado, mas sim, quem são os mandantes da criminosa invasão de celulares de importantes autoridades do judiciário, cujo objetivo, era uma ousada tentativa de burlar a justiça brasileira.

Vale ressaltar que o hacker que fechou o acordo de delação, Luiz Henrique Molição, participou de conversas com Glenn Greenwald, em síntese, é alguém que tem muito a dizer.

Será que Manuela D´Avila, Verdevaldo e Cia da extrema esquerda, estão tendo um sono tranquilo?

Por Jakson Miranda

Quem vai DENUNCIAR o baile Funk? Voltemos à Direita

A noticia de que 9 pessoas morrem em baile funk é algo estarrecedor e mais uma vez, o ônus da culpa recai sobre a PM de São Paulo, óbvio! Ninguém da grande mídia, ou qualquer outra voz influente, irá denunciar o baile funk. O que torna o ocorrido ainda mais estarrecedor.

Nessa manhã, publiquei nas redes sociais do Voltemos à Direita a seguinte mensagem:

O que vai na mensagem é claro e inequívoco. Ninguém que se valha de um mínimo de honestidade poderá contestar a verdade expressa em poucas linhas, pois, para chegar a essa conclusão não é necessário ler nenhum tratado filosófico, basta mensurar o que acontece em um baile funk.

Por falar nisso, recordo-me de um post que publicamos nesse espaço em julho de 2016 cujo titulo é: Pancadão da PUC e a cultura da bestialidade. Do texto, destaco o seguinte:

Pois bem, em reportagem da Folha de São Paulo, tomamos conhecimento do pancadão da PUC.

Segundo é noticiado, a festa é regrada a som em volume máximo. Consumo de drogas e sexo em plena rua.

Situações que naturalmente, causam horror aos moradores da região. Isso tudo se dá nos arredores de uma das mais conhecidas universidades do Brasil, patrocinado por seus alunos.

E como deixa claro a reportagem, nada deixa a desejar aos bailes funks dos morros e periferias nos grandes centros urbanos, estes, patrocinados por criminosos.

Se você se pergunta: “o que é um baile funk”? O que vai acima é um aperitivo.

Infelizmente não é difícil concluir que o baile funk de Paraisópolis seguisse a regra, a exemplo do baile funk da gaiola e tantos outros país afora.

Para finalizar, lanço alguns questionamentos que até agora a grande mídia ainda não fez diante da tragédia de Paraisópolis.

Havia armas no baile funk?

A festa estava devidamente autorizada junto aos órgãos da prefeitura?

Os menores de idade presentes estavam acompanhados por um adulto responsável?

Esses menores de idade estavam tendo acesso à bebida alcoólica?

Havia consumo de outras drogas no local?

Ok, ok! Alguém pode falar que era uma festa na periferia e, portanto, não havia controle sobre nada. Nesse caso, tanto faz se foi na periferia ou no Itaim Bibi, o baile funk precisa ser denunciado e a presença da PM deve ser constante.

Por Jakson Miranda

DILMA VAI AO STF CONTRA BOLSONARO

Essa é para rir! Dilma vai ao STF interpelar o presidente Jair Bolsonaro. É provável que a ex-presidente não tenha o que fazer.

Entenda o caso que leva Dilma a interpelar Bolsonaro no STF

Em maio deste ano, Jair Bolsonaro esteve em Dallas, nos Estados Unidos, para receber o prêmio de personalidade do ano oferecido pela câmara de comércio Brasil – Estados Unidos.

Leia também:

PRESIDENTE DO BNDES: PRIORIDADE É ABRIR CAIXA PRETA

LULA LIVRE É BANCADO COM DINHEIRO PÚBLICO

Em seu discurso, Bolsonaro fez referência a pessoas ligadas aos grupos de guerrilha no período dos governos militares.

No Brasil, a política até há pouco era de antagonismo a países como Estados Unidos. Os senhores eram tratados como se fossem inimigos nossos. Agora, quem até há pouco ocupava o governo, teve em sua história suas mãos manchadas de sangue na luta armada, matando inclusive um capitão, como eu sou capitão, naqueles anos tristes que tivemos no passado”.

O VOLTEMOS À DIREITA PRECISA DO SEU APOIO. Clique AQUI e ajude-nos!

Oras, oras. Se Dilma vai ao STF por essa declaração, ela deve considerar que suas mãos estão limpinhas, ou seja, não deve sentir remorsos pelo que fez e por ter participado de grupos que sim, cometeram assassinatos! E quem fazia parte desses grupos tem, direta ou indiretamente, as mãos sujas de sangue.

ADQUIRA O LIVRO “O IMBECIL COLETIVO”. CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO

A interpelação encaminhada por Dilma, será analisada pelo ministro Dias Toffoli.

É uma piada!

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

POR QUE A DECISÃO DE TOFFOLI NÃO É BOA?

A decisão de Toffoli, ministro do supremo de suspender os inquéritos contra Flávio Bolsonaro não é boa, e explico por que.

O senador Flávio Bolsonaro estava sendo alvo de uma varredura em suas contas e vida política. O filho do presidente Jair Bolsonaro é suspeito em investigação do ministério público do Rio, de ter cometido os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Tudo isso pode ser sintetizado como o caso Queiroz.

Em nosso blog, tratamos do caso e levantamos alguns questionamentos acerca dessas suspeitas. (Você acredita na inocência do Flávio Bolsonaro?)

Agora, tem-se a decisão de Toffoli suspendendo os inquéritos que tinham como base, dados do COAF.

Pelas redes sociais, a deputada estadual Janaína Pascoal, do mesmo partido de Flávio, o PSL se manifestou em tom de preocupação diante da decisão do ministro.

O VOLTEMOS À DIREITA PRECISA DO SEU APOIO. Clique AQUI e ajude-nos!

Qual o problema na decisão de Toffoli?

Não sou jurista. Mas na minha ignorância, acredito que a decisão do ministro foi correta, ou seja, não há nela nenhum problema legal, porém, não é boa pelo simples fato de que esta decisão municiará o PT e os opositores do governo Bolsonaro.

É lógico que Dias Toffoli está longe de ser um aliado do governo, ao contrário, é pública sua proximidade com o petismo, mas, quem da esquerda levará isso em conta? Ainda hoje teremos textos e mensagens nas redes sociais de petistas e seus subordinados da esquerda fazendo seu estardalhaço hipócrita em nome da justiça.

E isso explica porque a decisão do ministro Dias Toffoli não foi boa.

(Adquira o livro e ajude nosso site. Clique na imagem)

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

 

FERNANDO PIMENTEL PODE TER PRISÃO DECRETADA

O petista e ex-governador de Minas Gerais Fernando Pimentel, não tem mais foro privilegiado e pode ter a prisão decretada a pedido do Ministério Publico que também pede uma multa de R$ 5 milhões.

(Adquira o livro e ajude nosso site. Clique na imagem)

O Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais pediu à Justiça em Belo Horizonte a prisão do ex-governador Fernando Pimentel (PT) pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais, além do pagamento de uma indenização aos cofres públicos no valor de R$ 5 milhões.

O pedido feito pelo MP deverá ser analisado ainda essa semana. Fernando Pimentel, como outros petistas, continuam a colher os frutos de suas gestões.

Leia também:

LAVA JATO NO RIO PRENDE OPERADOR DE DARIO MESSER

VAQUINHA DO JOSÉ DE ABREU – DEIXE SUA RISADA

Cedo ou tarde, a conta chega!

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

LAVA JATO NO RIO PRENDE OPERADOR DE DARIO MESSER

Apesar da Orcrim tentar barrar a Lava Jato ela segue a todo vapor. Agora foi a vez da Lava Jato no Rio de Janeiro prender o operador de Dario Messer.

Se você não se lembra de quem é Dario Messer, basta informar-lhe que ele é conhecido como o “doleiro dos doleiros”.

Dario Messer tem ordem de prisão no Brasil e Paraguai, mas está foragido desde abril. Ele é o principal alvo da operação Câmbio, Desligo — que mandou prender mais de 40 doleiros. O presidente paraguaio, Horacio Cartes, é amigo de Messer e já o chamou de “irmão de alma”. Ele é procurado pela Interpol desde a operação “Câmbio, Desligo”, etapa da Lava-Jato que investigou uma rede de doleiros que lavavam dinheiro para o esquema do ex-governador do Rio Sérgio Cabral.

A Lava Jato no Rio ainda terá muito que investigar. Mais dia, menos dia e saberemos de podres ainda maiores envolvendo empresários e políticos de proa.

(Adquira o livro e ajude nosso site. Clique na imagem)

Leia também:

PAVÃO MISTERIOSO TRAZ NOVAS REVELAÇÕES

BOVESPA BATE RECORDE E CHEGA A 104 MIL PONTOS

A quem diga, inclusive, que Dario Messer é o “doleiro dos doleiros” mas é também o “doleiro do PT”.

Ponto para a Lava Jato carioca. Perdem os corruptos e as quadrilhas. Ganha o Brasil!

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

AÉCIO VIRA RÉU POR CORRUPÇÃO E TENTATIVA DE OBSTRUIR A LAVA JATO

O tucano Aécio Neves se tornou réu na justiça federal de São Paulo, sob a acusação de corrupção e tentativa de obstruir a Lava Jato.

APROVEITE E PARTICIPE DO SORTEIO DO LIVRO: LAVA JATO – SERGIO MORO E OS BASTIDORES

A Justiça Federal de São Paulo ratificou o recebimento de uma denúncia feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado Aécio Neves e tornou ele réu por corrupção passiva e tentativa de obstrução judicial das investigações da Lava Jato.

Este blog orgulha-se de ter sido um dos primeiros a não poupar criticas contra o agora Dep. Federal tão logo as primeiras denuncias a seu respeito apareceram.

Escrevemos em 2017 o artigo O sepultamento da carreira política de Aécio Neves é mais uma vitória da Lava Jato

Independente do que aconteça com Aécio Neves em seu futuro trajeto político, o trabalho conduzido pela Lava-Jato alcança mais um triunfo impressionante: mais um figurão do alto escalão da política brasileira é desnudado e perde seu capital político, além de ver-se às voltas com a possibilidade da prisão.

Espero que os deputados e senadores percebam que não adianta tramar nos submundos para travar a operação. Que a luta contra a corrupção transcende a vontade de procuradores e policiais federais. Que agora se tornou uma demanda nacional, uma necessidade, uma obsessão.

Enfim, a lei é para todos!

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

COMO GANHAR O LIVRO LAVA JATO: O JUIZ SERGIO MORO E OS BASTIDORES?

Em homenagem a todos os patriotas que irão as ruas hoje em defesa do ministro Sergio Moro, da Lava Jato e das demais pautas do governo, preparamos essa MARAVILHOSA SURPRESA!

Dificilmente passe-se um dia sem que o nome do juiz Sergio Moro seja noticia. Não é para menos, pois, seu nome está intrinsecamente ligado à maior operação de combate a corrupção no Brasil, a Lava Jato.

Daqui a 50, 70, 100, 200 anos, a Operação de maior combate a corrupção no Brasil constará nos bons livros de história. Historiadores gabaritados interpretarão o Brasil sob a ótica do antes de depois da operação. Na verdade, o juiz Sergio Moro e a Lava Jato já está sendo estudados e lidos concomitantemente as suas ações de combate à corrupção. Já é história!

Leia também: 

LAVA JATO: O IMPERDOAVEL ERRO DE SÉRGIO MORO

Alguns livros já foram publicados a respeito. A jornalista Joice Hasselmann deu sua contribuição. Porém, um livro que nos chamou atenção foi o publicado pelo também jornalista Vladimir Netto, com o sugestivo titulo: Lava Jato: o juiz Sergio Moro e os bastidores da operação que abalou o Brasil.

Leiam critica do livro publicado na Folha de S. Paulo

Para quem já perdeu o fio da meada e desistiu de acompanhar o noticiário trepidante da Operação Lava Jato, o livro lançado na semana passada pelo jornalista Vladimir Netto oferece uma boa reconstituição dos primeiros dois anos da investigação.

“Lava Jato” mostra como as autoridades avançaram rápido, começando pelos negócios de uma rede de doleiros, até a descoberta de um vasto esquema de corrupção em que políticos e empreiteiras se uniram para desviar recursos da Petrobras e de outras estatais.

(…)

Mas o livro não traz novidade para quem continua seguindo a história nos jornais ou na TV. Quem estiver em busca de respostas para os muitos mistérios que os investigadores ainda não esclareceram ficará decepcionado.

Netto não esconde sua admiração pelo juiz Sergio Moro, que conduz os processos da Lava Jato em Curitiba, e pelos procuradores e policiais federais que estão na linha de frente da investigação.

Moro exibe “rigor e coragem” ao conduzir o caso “com maestria”, diz o jornalista, que o descreve no livro como integrante de uma geração “que trabalha com afinco em busca de resultados”. (…)

Voltamos

Interessou-se? Quer saber como ganhar o livro Lava Jato: o juiz Sergio Moro e os bastidores?

É simples! Participe do nosso sorteio e concorra a um exemplar inteiramente novo deste livro.

Leia atentamente as regras e condições do sorteio.

Por Jakson Miranda

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS!