Juiz da Lava Jato no Rio pede escolta e carro blindado

O juiz da Lava Jato carioca, Marcelo Bretas, solicitou escolta policial e carro blindado ao Tribunal Regional Federal.

Leiam reportagem do Estadão

Responsável pela prisão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e de Eike Batista, o juiz federal Marcelo da Costa Bretas precisou pedir à Justiça escolta e carro blindado. A solicitação foi feita ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região em decorrência de “situações suspeitas”, disse uma fonte.

Na sexta-feira, o titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos desdobramento da Lava Jato no Estado, tornou réus na Operação Eficiência Eike Batista e o ex-governador do Rio por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Bretas aceitou denúncia do Ministério Público Federal apresentada no mesmo dia.

Eike foi acusado pela força-tarefa da Lava Jato de ter pago US$ 16,5 milhões em propina ao esquema liderado por Cabral para ter benefícios em seus negócios. Já o ex-governador foi acusado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Ambos estão presos no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. O ex-governador do Rio já é réu em três ações penais.

Encerramos

Há inúmeros casos no Brasil, em que juízes pedem escoltas e andam de carro blindado. Há inclusive, juízes que mal podem sair de suas casas. São magistrados que atuam contra criminosos de alta periculosidade: Assaltantes, traficantes, assassinos. Quadrilhas de criminosos bem estruturadas, bem articulados e que possuem condições e não enxergam limites, podem matar um juiz por fazer seu serviço em julgá-los.

Qual é o tipo de quadrilha que o juiz da Lava Jato Marcelo Bretas enfrenta? Mandou prender Eike Batista e Sérgio Cabral.

Não sabemos se o pedido do juiz tem relação com essas prisões. Mas de uma coisa temos certeza: O ser humano é capaz de qualquer coisa e ao se vê diante da possibilidade de perder influência, privilégios e poder, é capaz até mesmo de ameaçar homens da lei e matar qualquer um que esteja atrapalhando o caminho.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *