José Serra e Geraldo Alckmin no propinoduto da Odebrecht?

Em recente entrevista à própria Veja, Geraldo Alckmin negou qualquer envolvimento com ilícitos.

José Serra e Geraldo Alckmin. O primeiro, ministro das Relações Exteriores; o segundo, governador do Estado de São Paulo, podem ter que enfrentar sérios problemas com a Lava Jato.

É o que deve constar na recente edição da revista Veja, que chega às bancas nesse sábado.

jose-serra-e-geraldo-alckmin

Sobre Serra, a chamada é: “Como a Odebrecht operava a propina de Serra na Suíça”.

Para Geraldo Alckmin, tem-se o seguinte: “O ‘santo’ nas planilhas da empreiteira é ele mesmo. Alckmin”.

Em recente entrevista à própria Veja, Geraldo Alckmin negou qualquer envolvimento com ilícitos, recorrendo, inclusive, a conselhos que seu pai lhe dera no início de sua trajetória política.

Se de fato, ele for o tal “santo”, não só terá jogando o conselho paterno na lata do lixo, como estará se mostrando um grande hipócrita.

A bem da verdade é que, a cada dia aumentam os indícios de que o modus operandi dos tucanos de alta plumagem não são lá muito diferentes do modus operandi de petistas de alto coturno. São irmãos gêmeos e siameses.

Na hipótese de que seja verdade o que se diz sobre José Serra e Geraldo Alckmin, é possível entender os reais motivos que certo blogueiro hospedado em Veja, tem em atacar a Lava Jato. É possível entender porque esse senhor criticou tanto a prisão de Marcelo Odebrecht.

Logicamente que ainda se está na fase de denúncias ou especulações, mas, onde há fumaça, há fogo, e o simples fato de nomes graúdos do PSDB estarem envolvidos nos mesmos ilícitos que derrubaram o PT, só comprova que o establishment político brasileiro não passa de um cancro a ser extirpado, pelas vias legais, obviamente. Por isso, apoiamos as 10 medidas contra a corrupção.

Negar isso por conta de afinidades com este ou aquele político, não passa de mau-caratismo.

O Brasil precisa ser passado a limpo. Urgentemente!

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *