Haddad vai multar os manifestantes vermelhos?

Fernando Haddad, o prefeito de São Paulo, age como um menino chorão toda vez que sua ideologia é contrariada. É um sujeito mimado e autoritário, que representa a parcela mais nefanda da esquerda.

Haddad, por algum obscuro motivo, que talvez ele deslinde um dia no divã, é tarado por bicicletas. São Paulo, para todos os efeitos, será dividida entre antes e depois, em virtude de seu deletério mandato.

As ruas da cidade foram pintadas de vermelho.

Ele é escravo da ideologia, a despeito da lógica. Se pudesse, colocaria uma desgraçada de uma ciclovia em cada rua da cidade, e a constatação da realidade, de que quase ninguém usa aquelas porcarias, não o demove.

A última do prefeito mimado foi a brilhante ideia de multar os caminhões de som do protesto contra a corrupção petista, realizado no último domingo na Paulista. Como (ainda) não conseguiu suspender o direito de ir e vir, alegou amparar-se na lei para aplicar as multas, afirmando que o estacionamento e o bloqueio das amadas ciclovias foi indevido.

Uma justificativa, sob todos os efeitos, imunda.

Está marcada para amanhã, 16/12, manifestação na mesma Paulista, só que agora em dia útil, em defesa do mandato de Dilma.

A manifestação é a já conhecida: Pelegos pagos usando vermelho, forte cheiro de mortadela e ojeriza a carteiras de trabalho.

Diferente do domingo, a peleguice deve infernizar a vida dos paulistanos que trabalham na região. O trânsito ficará caótico.

Será que Haddad multará os veículos que bloquearem a via?

Reinaldo Azevedo elencou uma série de ocasiões em que a Apeoesp, sindicato lado a lado com o PT, realizou atos na avenida. Clique no link e verá as fotografias postadas por Reinaldo. Caminhões de som estacionados na faixa exclusiva de ônibus travam a passagem de coletivos.

Nunca houve uma multinha sequer.

Aponta Reinaldo:

Caminhões da Apeoesp estacionaram em faixa exclusiva de ônibus em defesa da greve no dias:
27 de março, sexta-feira;
02 de abril, quinta-feira;
10 de abril, sexta-feira;
17 de abril, sexta-feira;
24 de abril, sexta-feira;
13 de maio, quarta-feira;
15 de maio, sexta-feira.

Em 48 dias, a Apeoesp impediu o direito de ir e vir na Paulista nada menos de sete vezes — na média, uma por semana. Em maio, o caos se instalou nos dia 13 e 15.

O sindicato meteu o seu caminhão na avenida, aí contra a reestruturação das escolas, no dias 29 de outubro e 27 de novembro (foto da abertura). E, claro, nada de multa. Nesta quarta, os movimentos de esquerda estarão na Paulista para protestar contra o impeachment. Vocês acham que a CET e jornalistas estarão lá para defender multa?

 

Por Renan Alves da Cruz

 

Leia Também:

Haddad: o prefeito dos ciclistas, gays e gansos

A bolsa-travesti de Fernando Haddad

Fernando Haddad: dos 50 tons de vermelho das ciclovias às salas de aula

Prefeitura de São Paulo desrespeita cidadãos em sua página no Facebook 

Fernando Haddad: o hipócrita

 

Um comentário em “Haddad vai multar os manifestantes vermelhos?”

  1. Boa noite Jakson Miranda e Renan Alves Cruz!
    Vocês foram indicados pelo
    Grupomoneybr ao
    “Prêmio Selo Dardos”,
    devido ao valoroso trabalho que ambos
    vem prestando ao público.

    Prazerosamente, sinto-me
    privilegiada ao lhes reportar
    esta mensagem
    em nome dos membros do Grupomoneybr.

    Confira a nossa indicação em
    http://wp.me/p1phjb-Ew
    via @Oliveirawa .

    Recebam o meu grande abraço
    desde as Minas das Gerais uaiiii sô!!!
    Marilene Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *