GREGÓRIO DUVIVIER: O ATEU QUE NÃO CONHECE A BÍBLIA

Texto escrito por: Pr. Marcos Paulo Fonseca da Costa.

No dia 22/6/2015 o ator e escritor Gregório Duvivier, criador do “Porta dos Fundos”, publicou em sua coluna semanal na Folha de São Paulo o hoje já famoso texto “Querido pastor”, na qual ele simula carta de Jesus para o Pastor Silas Malafaia. Leia aqui a integra da carta.

Porém, Duvivier, ao tentar se passar por perito em Bíblia, passa vergonha ao escrever carta para o Pastor Silas Malafaia. À primeira vista o texto passa por descolado e certeiro, mas depois da segunda olhada já dá pra ver o fiasco. E fica patente o seguinte: ou o texto do humorista é fruto de ignorância ou de desonestidade.

Se é fruto de ignorância, Duvivier se propôs a realizar tarefa maior do que podia, o que mostra falta de visão e de auto-conhecimento e expõe que, quando trata de Jesus e cristianismo, Duviviernão merece crédito, posto que escreve sobre o que ignora.

Por outro lado, se é fruto de desonestidade, Duvivier não merece crédito do mesmo jeito, agora por motivo de caráter.

A missiva de Duvivier tem seis parágrafos. Faço breves apontamentos sobre cada um deles e depois concluo.

  • 1º Dízimo/Oferta

Não sei como de fato como se opera a dinâmica dízimo/oferta sob o Pastor Silas Malafaia, mas sei o que ensina o Apóstolo Paulo:

Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria. (2 Coríntios 9,7)

Isso é apenas UM texto apostólico. Há outros. Duvivier nada sabe sobre coletas em nome de Jesus.

  • 2º Biografia de Jesus

Os evangelhos bíblicos não são biografia de Jesus no sentido moderno, que dirá a Bíblia! Jesus está “escondido” no Velho Testamento; toda a Bíblia fala dele. Ele não aparece no tempo do Novo Testamento, ele apenas sai do “esconderijo”. Veja o que disse o verdadeiro Jesus e não o “Jesus-Duvivier”:

 A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos (Lucas 24,44).

 Por fim, sustentar que o Pastor Silas Malafaia não gosta de ler é de fazer rir, ops…isso é a especialidade deDuvivier.

  • 3º Jesus de esquerda

O texto sobre o jovem rico narra um evento específico. O jovem sabia que tinha algo errado com ele mesmo e por isso procurou Jesus. Ele pensava – como bom judeu – que era só cumprir a Lei de Moisés e assim poderia se tornar justo diante de Deus, mas havia um ídolo terrível em seu coração: o amor ao dinheiro. Por isso, Jesus disse para ele deitar fora o ídolo e generalizou que todos que assim procedessem teriam dificuldade para entrar no reino do céu.

Se Jesus fosse de esquerda, ele não deixaria Maria ungi-lo com perfume caríssimo. Pelo contrário, aceitaria a sugestão de Judas, o primeiro teólogo da libertação e da missão integral, e venderia o perfume e o vaso, ambos de grande valor monetário, para dar aos pobres. Jesus não só permitiu que Mariafizesse o que fez, como disse que os pobres sempre os teríamos conosco. Se Jesus fosse de esquerda, jamais ele diria isso

Então, Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo.

4 Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, o que estava para traí-lo, disse:

5 Por que não se vendeu este perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres?

6 Isto disse ele, não porque tivesse cuidado dos pobres; mas porque era ladrão e, tendo a bolsa, tirava o que nela se lançava.

7 Jesus, entretanto, disse: Deixa-a! Que ela guarde isto para o dia em que me embalsamarem;

8 porque os pobres, sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.(João 12,3-8).

Além do mais, de ordinário, toda liderança esquerdista mundial de hoje, de ontem e de sempre,é rica e gosta dedinheiro. Veja a cúpula do PT no Brasil. Veja Chico Buarque, Gilberto Gil, etc. Dindim e esquerda combinam muito bem. Essa não cola, Duvivier.

  • 4º Descalço, com barba

Jesus usava sandálias e usava barba porque era judeu e vivia em região desértica. Só.

  • 5º Os ladrões

Apenas um dos ladrões mostrou-se arrependido e respeitoso e recebeu a dádiva de Cristo. Não os dois, como diz o Jesus-Duvivier. O outro zombou de Jesus. Detalhe: ambos os ladrões cumpriram sua pena perante a autoridade romana. Jesus não se pronunciou quanto a isso. A ilação de Duvivier entre o ladrão da cruz e a redução da maioridade penal é descabida e mostra apenas uma mente confusa.

Um dos malfeitores crucificados blasfemava contra ele, dizendo: Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também.

40 Respondendo-lhe, porém, o outro, repreendeu-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando sob igual sentença?

41 Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o castigo que os nossos atos merecem; mas este nenhum mal fez.

42 E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino.

43 Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso. (Lucas 23, 39-43)

 . 6º A volta de Jesus

Duvivier, como nos vídeos do “Porta dos Fundos”, zomba de Jesus. E zomba do momento emque Jesus virá para efetivar a justiça derradeira de Deus.Aqui ele trata deassuntos controversos em poucas linhas e confere ao passado sentido que ele nunca teve. Erro elementar em interpretação histórica. Além disso, faz crítica aos evangélicos a partir de notícias duvidosas.

Conclusão

Duvivier se propôs a tratar de assunto que não conhece ou que falsificou de propósito.Num ou noutro caso, seja pela ignorância demonstrada ou pela má-fé, o que Duvivier deve fazer é se recolher e sair pela porta dos fundos.

Corumbá-MS, 2 de julho de 2015.

 

Leia Também:

 A Igreja Mutante

A Esquerda cristã e seu Jesus Guevara

A tolerância de Boechat: O intolerante

Qual o conceito de família que queremos?

Tragédias e terremotos. Onde está Deus?

 

3 comentários em “GREGÓRIO DUVIVIER: O ATEU QUE NÃO CONHECE A BÍBLIA”

  1. Ele na realidade deveria recolher-se à sua insignificância. Em nada contribui nem para o bem, tão pouco para o mal, até para o mal o indivíduo tem que ter conhecimento de causa pra encontrarmos alguma coerência no que é transmitido.

  2. Oportuno que em um momento em que o Pastor Silas Malafaia se vê enrolado com a Operação Lava-Jato este texto volte a tona, não Pastor Marcos? Afinal, deve ser fácil explicar a imensa legião de incautos se seguem acriticamente seus ensinamentos que uma oração custe 100 mil reais. Tô pensando em lançar uma promoção: 2 orações por 10 mil, o que acha Pr. Marcos?

    De todo o resto, deve ser bem fácil explicar como a teologia da prosperidade combina com os ensinamentos cristãos, o enriquecimento em detrimento da imensa massa de desvalidos vai de encontro a que parte da bíblia? E o Bolsa Esmola que incomoda tanto a direita fere qual propósito de Jesus? A perseguição a homossexuais encampada por parte de evangélicos também deve ser sustentada por algum trecho bíblico por certo. Tirar recursos da saúde e da educação para canalizá-los no pagamento de juros da dívida alardeada por um governo de direita também tem tudo a ver com o cristianismo. E redução da maioridade penal, então? Afinal, bandido bom é bandido morto assim ensina Bolsonaro, o mais novo “cristão” a enfileirar os quadros dos evangélicos do PSC.

    Realmente Pr Marcos, é muito fácil sustentar que os ensinamentos cristãos vão de encontro a exclusão social sustentada pela direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *