Fátima Bernardes sofre críticas após enquete. Qual a opinião do Voltemos à Direita?

Fátima Bernardes sofre críticas nas redes sociais após seu programa trazer uma enquete perguntando quem o médico deveria atender primeiro em uma determina situação. Se o policial ou um traficante?

A primeira questão a ser discutida é a seguinte: A tal enquete surgiu por conta de um filme onde se discute os dilemas de um médico de hospital público. Título do filme? Sob Pressão.

Oras, porque Sob Pressão? Creio que essa pressão a qual o médico está sujeito seja por conta das condições de trabalho que a saúde pública oferece, a saber: estrutura hospitalar precária, material hospitalar insuficiente e equipe médica sobrecarregada.

Essa é a realidade da saúde pública no Brasil. Se focarmos apenas no estado do Rio de Janeiro, pelo que acompanhamos no noticiário, o cenário então é de guerra.

Após contextualizarmos a questão, acreditamos que a referida enquete denota extremo mau gosto e uma exponencial ignorância, senão, faro pelo grotesco, cujo objetivo é tão somente causar polêmica.

Como sabemos nenhum profissional da área da saúde que se vê na condição de escolher entre esse ou aquele. Ele quer salvar ambos. Todavia, em se tratando da realidade brasileira, na qual muitos Estados vivem situações de caos na saúde, a lição básica número 1 para os médicos é… Surpresa! Atender ao paciente que apresenta menor risco de morte.

Em uma entrevista dada pelo médico bauruense José Eduardo Passos ao Jornal da Cidade sobre sua experiência no Haiti, ele aborda exatamente essa questão. Vejam:

Jornal da Cidade: Qual foi a impressão que você teve ao chegar em Porto Príncipe?

José Eduardo Passos: A logística americana com aviões e caminhões militares formavam um cenário de guerra. No portão do aeroporto, milhares de haitianos em busca de emprego e alimento. Eles buscam diariamente uma condição que faça com que eles sobrevivam mais um dia. A população está vivendo o dia. Eles sabem que vão acordar no dia seguinte e iniciar a rotina de busca. 

JC: Que tipo de triagem foi feita para atendimento na área de saúde?

Passos: Para salvar o maior número de pessoas tivemos que optar por aquelas que estavam com mais condições de sobrevida, menos machucadas. A falta de recursos e leitos hospitalares obrigava a fazer escolhas. Os casos mais graves não são atendidos e aqueles que precisam de procedimentos rápidos eram os casos prioritários. Existiam muitos amputados que necessitavam de leitos. Eram muitos os que necessitavam de atendimento médico. Mulheres chegavam carregando idosos e crianças. Como o portão estava fechado porque não havia como atender toda a demanda, algumas mães arremessavam as crianças para o interior do local. Muitas nem voltavam para pegar o filho de volta. O haitiano preserva a vida daquele que tem mais condição de sobrevivência, que possa no futuro trabalhar e garantir o alimento da família. A criança com debilidade não é prioridade para eles. 

Voltamos

Infelizmente é essa a realidade brasileira, não por conta de catástrofes, mas sim, pela corrupção desenfreada que indivíduos que acreditam estarem acima da lei, praticam. Não é Garotinho? Não é, Sérgio Cabral? Viva a Lava Jato!

O desconhecimento básico dessa prática médica é indesculpável para um programa de uma empresa do porte da Globo. Nesse sentido, vale a pergunta: Será mesmo falta de conhecimento?

A simples situação de opor o atendimento a um policial e a um traficante, só serve mesmo para suscitar a falação de ódio contra os “policiais assassinos”, “representantes do Estado agressor” em contraposição à vitimização daquele que optou, livremente, pelo crime.

Por fim, nós do voltemos à direita, somos pró-vida e por isso mesmo, em saber bem quem está em defesa da vida e da sociedade EM GUERRA contra quem não ama a vida, nem a própria, nem a de outrem, é que fazemos nossa escolha:

salvarsalvar-3

Por Jakson Miranda

 

5 comentários em “Fátima Bernardes sofre críticas após enquete. Qual a opinião do Voltemos à Direita?”

  1. Cada vez mais nojo dessa mídia. Onde vamos parar?

    Mudando o foco, vocês já ouviram falar ou conhecem o PACO (Partido Conservador)? Achei interessante (bastante), mas gostaria que vocês conhecem para ajudar na decisão de apoiar ou não. Não vou explicar quem são nem nada porque não sou filiado, então fica a critério dos srs. Segue: http://partidoconservador.net/

    Vale a pena uma consulta! Quem sabe é uma guinada de verdade à direita…

    • Olá, Fábio. Ouvi falar sobre o PACO, mas informações superficiais. Recentemente, o professor Maro publicou um vídeo sobre ele em seu canal do youtube.Bem interessante.

      Vamos tentar um contato com o pessoal para preparar uma matéria a respeito.

      Valeu.

  2. Eu escolho o policial, sempre em qualquer condição! Só fico sabendo desse tipo de acontecimento pelas redes sociais, já que não GASTO LUZ assistindo essa emissora LIXO há muito tempo.

  3. Remédio prático: boicote às programações da Globo! Ostracismo a todos aqueles que teimam em nos desrespeitar.
    Nenhuma mentira por mais rebuscada que seja consegue enganar a todos todo o tempo. As diversas matizes de socialismo e demais ideologias revolucionárias vieram a tona. A sociedade constituída por cidadãos de bem não suporta mais essa corja de pervertidos, assassinos, estupradores, ladrões, políticos, intelectuais, artistas, jornalistas, mídia… cansamos de tanta desordem e desrespeito. E estamos ávidos por erradicar essa desgraça que se alojou em nossa cultura e país. Nenhuma “contracultura” resiste a milênios de Cultura lastreados em sólidos princípios e tendo por amor a Verdade. Comecemos por reaprender a amar o esteio da sociedade: a Família!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *