Ex-diretor da Dersa ameaça tucanos

O ex-diretor da Dersa ameaça fazer delação e implicar os governos de José Serra e Geraldo Alckmin.

Leiam o que informa o Painel da Folha de São Paulo

Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, passou mais de duas horas com um grupo de criminalistas nesta quarta (8). Ex-diretor da Dersa, estatal responsável por investimentos rodoviários de São Paulo, foi aconselhado a finalmente propor um acordo de colaboração ao Ministério Público Federal. Ele é citado por delatores da Odebrecht na Lava Jato. Teria revelações a fazer sobre o período de 2005 a 2010, que abarca governos de Geraldo Alckmin e José Serra, ambos do PSDB.

Os advogados que aconselharam Souza disseram que ele deveria se apressar a falar. Acham que suas informações terão mais valor se forem apresentadas antes de as delações feitas por ex-executivos da Odebrecht se tornarem públicas.

Souza, de 2005 a 2006, sob a gestão de Alckmin, comandou um grupo que coordenava investimentos rodoviários entre Estado e municípios. Em 2007, quando Serra assumiu o governo paulista, ele foi alçado à Diretoria de Engenharia da Dersa.

Encerramos

O avanço da Lava Jato sobre os políticos tem deixado Brasília em polvorosa. Todos viram o que aconteceu com figurões do PT e o destino de muitos figurões de outros partidos pode ser o mesmo.

Para evitar a limpeza geral, alguns articulistas e intelectuais da imprensa, “alertam” contra o que chamam de “criminalização da política”, apontando que um cenário político de Terra Arrasada favoreceria em 2018, o PT.

É óbvio que enquanto o PT disputar eleições, riscos de que a sigla consiga vencer uma disputa existirão. Todavia, esse risco não pode ser tomado como argumento para vilipendiarmos a justiça e salvar A ou B de qualquer partido.

É possível que o Ex-diretor da DERSA, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, tenha muito a falar e nada para provar. Mas, e se o inverso for verdadeiro? Afinal, queremos ética na política ou nossa “ética” vale apenas para aqueles de quem somos oposição?

O PSDB já está há bastante tempo no Governo do Estado de São Paulo e esse é o momento do partido mostrar a seus eleitores que durante seus governos, tiveram o único objetivo de trabalhar pelo Estado e somente pelo bem público. Os eleitores agradecerão e a sigla sairá fortalecida.

Caso contrário, a Terra Arrasada será o melhor cenário, pois somente assim, poderemos reconstruí-la, lutando para evitar que aves de rapina volte a povoá-la.

Por Jakson Miranda

Related Post

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *