A ENTREVISTA DE LULA-JARARACA

Após ser conduzido coercitivamente por ordem do juiz Sérgio Moro a prestar depoimento por força policial, Lula reuniu sua claque e concedeu entrevista coletiva na sede do Partido dos Trabalhadores, na cidade de São Paulo.

Muito alterado e suado, o ex-presidente voltou a soltar suas pérolas. Foram muitas. Como se não houvesse acontecido patifaria nenhuma no seu governo, ele falou com a cara mais deslavada do mundo: contou seus feitos, auto elogiou-se, elevou seus prodígios aos píncaros. Fez-se de vítima, insinuou que ele e sua família estão sendo investigados por inveja dos procuradores e delegados e por vingança da classe média contra os pobres que ascenderam socialmente.

Sugeriu que a mulher dele, dona Marisa, só está sendo interpelada porque foi doméstica e começou a trabalhar com 11 anos, como se pobre estivesse acima da lei. Quanto pobre desonesto e salafrário eu conheço? Muitos. Disse que os bens que possui são presentes que recebeu no Brasil e no mundo nos seus anos de presidente e que recebeu mais presentes do que qualquer presidente do Brasil porque foi o melhor de todos eles. Ô modéstia.

Sugeriu que Moro faz o que faz por que recebeu prêmio da Globo e de Veja e agora tem que prestar serviço a essas organizações. Que ultraje à autoridade judiciária!

Que fez milagre para o Brasil chegar aonde chegou. Ele agora é santo, quase divino!

Que é o maior conferencista do mundo, melhor que muitos estadistas: Bill Clinton, Nicolas Sarkozy, Jacques Chirac, etc. Que estadista!

Claro, não poderia deixar de faltar a boa e velha vitimização: escapou da fome com cinco anos, conseguiu o milagre de ser torneiro, de ter consciência política, de fundar sindicato, etc. Não sei como ele não falou do milagre de falar, respirar, comer, etc.

Lançou as bases da nova caravana da cidadania e para isso convocou CUT, PT, PCdoB, etc. Essa não sei se vinga porque o Brasil já sabe quem é Lula e o PT.

Por fim se comparou a uma jararaca:

Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo e a jararaca tá viva como sempre esteve“. ( a partir de 26’ 30”)

Jararaca é serpente, rasteja, muitas delas possuem vida noturna, comem sapos, pequenos roedores e lagartos, são peçonhentas de veneno potente, que pode levar à morte. Os especialistas recomendam uso de botas e calças compridas para não ser surpreendido por jararaca, além de sempre olhar bem por onde anda.

Penso que a declaração de culpa não poderia ser melhor. Lula é uma jararaca, ele mesmo que falou. Não é “preconceito”. Ele mesmo que disse. E disse que sempre o foi.

Portanto, leitor, olhe por onde pisa, vista-se com couraça para não ser picado – mais ainda – pela Jararaca. E, apesar de o Brasil já ter sido envenenado por ela e por todo o ninho, ainda dá tempo de tomar soro antibotrópico e consertar o país.

 

Por Pastor Marcos Paulo

 

Leia Também:

O SUPREMÃO E O PERIGO DO ATIVISMO JUDICIAL

Dilma Rousseff está no cargo de forma ilegal

COXINHAS E PETRALHAS: UM RETRATO DO BRASIL DE 2016

Cristianismo e desobediência civil

A hipócrita inserção partidária do PT

 

 

 

 

 

 

Related Post

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *