Eleições 2018 – A bola pertence a milhões de brasileiros

(Artigo escrito por Andre Bastos – publicado em 24/10/2018)

Essa é para a galera, na verdade, milhões de brasileiros um pouco mais velha. Se você foi criado entre os anos 80 e 90, deve se lembrar bem de acontecimentos como os que serão descritos nas próximas linhas.

Vocês se recordam de nossas peladas nas ruas, alguém tem em sua lembrança um fato que  de certa forma era comum: as consequências da derrota ou da vitória pendiam a favorecer o dono do objeto de nossa brincadeira, nossa tão amada “bolinha” seja ela de capotão ou de borracha, ela sempre foi nossa diversão e nossa inspiração, porém a bola sempre tinha um dono e o dono da bola fazia questão de jogar no time que estava ganhando.

Muitas vezes para não findar nossa brincadeira acabávamos por ceder aos caprichos do dono da pelota, porém, com as derrotas dos outros times, o inevitável acabava por acontecer; estes derrotados terminavam por se  misturar  e os jogadores  mesclavam-se formando novos times, até que um outro time ganhava, destituindo o vencedor de seu domínio. Bastava o dono da bola ficar de fora de uma partida e o “inevitável” ocorria. (Isso deve está vivo na lembrança de milhões de brasileiros) O dono da bola pegava sua “posse” e acabava com a brincadeira, pois o jogo só poderia permanecer se ele estivesse no jogo.

Ao ver o atual cenário político brasileiro recordei-me dessa situação. Com o resultado das pesquisas da semana pretérita, bastou o Haddad sentir que o domínio petista está chegando ao fim e a brisa da democracia começar a soprar em nossos horizontes e mesmo antes da abertura da última urna, fato este ainda vindouro, o nobre candidato, por não aceitar o oposto aos planos e desejos de seu partido, desrespeitando o democrático direito de escolha do povo brasileiro, ele e  sua quadrilha, Lula, Gleici e Dirceu, saíram de pronto acusando o adversário de corrupto, de valer-se de caixa 2, de valer-se do ilícito, etc. Como se eles não fossem os  verdadeiros acusados de tais atos. Tentam colocar o processo eleitoral em dúvida e questionam uma candidatura fixa limpa. Como um garoto mimado dono da bola Haddad e o PT tenta levar tudo no tapetão.

Haddad, Lula, Manuela, José Dirceu, Genuíno em suma, PT, PC do B, PSOL e adjacências, o povo não aguenta mais tantas mentiras, tantas falcatruas, tantas falácias. O POVO se uniu e como nunca antes, hoje temos um time formado por milhões de brasileiros e o nome desse time é Brasil.

Hoje temos um Capitão na equipe. A camisa dele é 17. Nosso Capitão responde pela alcunha de “Cavalão” e nem uma facada foi capaz de derrubá-lo, nem as mentiras e faltas desleais tiraram nosso craque do jogo.

PT já chega, não adianta querer tirar a bola do POVO, hoje somos muitos, somos mais fortes, somos milhares de brasileiros patriotas e no dia 28 de outubro vamos marcar o Gol de nossa Independência.

É um grito há muito preso em nossas gargantas. O grito por uma verdadeira democracia! Gritaremos GOOOOOOOOL e nosso Capitão colocará a bola em jogo, será gol atrás de gol, vitória atrás de vitória, orgulho após orgulho.

Hey PT, vocês não são mais os donos da bola. A bola hoje, pertence a milhões de brasileiros que têm esperança de um país melhor. O Brasil acordou, seu tempo de domínio e posse da bola acabou.

Descansa Capitão, a Bola agora é nossa e dia 28 de outubro o senhor entrará na Rua, no Campo, no Salão e na Praia. Cada cidadão patriota será o Jair e sairá de sua casa para marcar o gol.

Capitão Bolsonaro, vai ser só sair para o abraço, colocar a mão na faixa e Gritar: Aha, Uhu, O Brasil é nosso! Aha, Uhu, o Brasil é nosso!

Por Andre Bastos

Siga o Voltemos à Direita nas redes sociais e assine a newsletter para receber todos os nossos artigos.

Related Post

Comments

comments

2 comentários em “Eleições 2018 – A bola pertence a milhões de brasileiros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *