Elegemos Bolsonaro! E agora, qual os próximos passos da direita brasileira?

Todos estamos ainda sob o impacto da vitória histórica de Jair Bolsonaro. É um momento de êxtase para todos nós, já que representa não apenas a vitória do antipetismo, mas o renascimento da direita brasileira.

Quando começamos o Voltemos à Direita o cenário político era outro e esta “volta” era apenas uma esperança. Temos orgulho de fazer parte deste momento, defendendo durante estes anos os valores que a nação brasileira decidiu como essenciais nestas eleições. Aliás, se ainda não viu, veja nossa homenagem a Jair Bolsonaro, que honrou e personificou a esperança de milhões de brasileiros.

Pronto, um importantíssimo passo foi dado. Elegemos um presidente e um congresso com importante presença conservadora.

Mas este passo é somente o primeiro.

O volume de mentiras e a mendacidade dos mentirosos nos esclareceu que a luta será árdua.

Melhorar o Brasil, meus amigos, levará nada mais, nada menos, que nossas vidas inteiras.

Divido nossa responsabilidade em três esferas.

1- Cobrar de Bolsonaro um governo ético, livre de conchavos, comprometido com os eleitores que o puseram na Presidência, exercendo nosso papel de vigilância contínua.

2- Proteger Bolsonaro das injustiças que serão plantadas contra ele pela imprensa militante e pela indústria cultural esquerdista. (Lembrando que a defesa se limita às acusações injustas que forem realizadas contra ele. Não temos bandidos de estimação, de modo que se houver deslizes, estaremos juntos, cobrando).

3- Lutar pelas pautas conservadoras, fazendo nosso papel, exigindo dos senadores e deputados a aprovação das medidas que a maioria da população escolheu, vigiando o STF e a ação dos políticos que nos representam.

Leia também: 

O que chamam de direita burra, eu chamo de direita honesta

O PT errou ou todo mundo virou nazista?

É apenas o começo, amigos. A única coisa que fizemos foi eleger os agentes da mudança.

A mudança propriamente dita ainda não começou.

Confiamos na lisura de Bolsonaro, que possui um histórico ilibado na política, mas estaremos em vigília constante. Havendo qualquer desvio, seremos os primeiros a cobrar que a justiça seja feita.

Do mesmo modo, vimos durante as eleições do que a grande mídia é capaz. Se tornaram divulgadores contumazes de Fake News, enquanto acusavam Bolsonaro e seus eleitores de fazê-lo. A torrente vai continuar. E quando houver injustiça, temos que usar nosso poder de mobilização para denunciá-la.

Mas o mais importante é trabalhar em prol da aprovação daquilo que pode transformar o Brasil. Precisamos da revogação do Estatuto do Desarmamento; da blindagem à vida, num reforço às leis contra o aborto; da redução da maioridade penal; do fim dos privilégios de redução de penas para criminosos e, o que considero mais importante: o Escola sem Partido.

Temos visto o desespero real de jovens e adolescentes com a eleição de Jair Bolsonaro. Há elementos de mimo aí também. É uma geração que não é acostumada a ser contrariada. No entanto, os professores usaram espaço de aulas para incutir neles a imagem de Bolsonaro como um novo Hitler e muitos deles REALMENTE ACREDITAM que o Brasil está em vias de um genocídio aos moldes nazistas.

Foram doutrinados a pensar assim.

E este processo continua. Os professores estão dentro das salas de aula dizendo para os alunos que pessoas morrerão por causa da eleição de Bolsonaro, criando uma associação tacanha entre uma escolha política e a morte de inocentes.

E aprovar o Escola sem Partido e todas estas pautas necessárias será difícil.

Por isso o jogo está apenas começando. Temos que continuar exercendo pressão, dentro dos limites democráticos, aos parlamentares e ao STF, que adquiriu o perigoso hábito de legislar e cancelar decisões tomadas por políticos eleitos para este fim.

Mas é um novo momento. Vamos conseguir.

Amanheceu novamente no Brasil.

Por Renan Alves da Cruz 

 

Publicado em 08/11/2018

 

Siga o Voltemos à Direita nas redes sociais e assine a newsletter para receber todos os nossos artigos.

Related Post

Comments

comments

Um comentário em “Elegemos Bolsonaro! E agora, qual os próximos passos da direita brasileira?”

  1. A eleição do Bolsonaro foi apenas um passo, mas gigantesco na direção de tomarmos o pais de volta e tentar fazê-lo trilhar outros caminhos, o do bem, com menos Estado em nossas vidas. Agora é usar as ferramentas disponiveis e vigiar o Congresso e o STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *