Eduardo Cunha fez seu papel

O Deputado Federal Eduardo Cunha está enrolado. Em depoimento à CPI meses atrás, afirmara que não possuía contas no exterior, agora, tudo indica (ou é coisa certa mesmo) que o nobre parlamentar e sua família, possuem sim, contas na Suíça. Seriam contas para receber propina? As investigações  irão determinar.

Nesse momento, quem está comemorando todo esse rolo em que está metido o presidente da Câmara? A ser comprovado tudo, ou mesmo metade do que se especula sobre Cunha, é claro que o que está vindo à tona é bem vindo e todos aqueles que almejam uma atividade política exercida por homens probos devem comemorar. Ou seja, que a justiça seja feita, doa a quem doer.

É curioso, no entanto, especularmos sobre os motivos que levam o PT, o governo e seus aliados fisiológicos e ideológicos a comemorarem as recentes descobertas envolvendo o nome de Cunha. O que comemoram? Provar que a corrupção não é um mal restrito a esse governo e ao PT? Provar que na política nacional, tanto governo, quanto oposição; tanto PT, quanto PMDB ou PSDB são iguais?

Se comemorarem pelos motivos acima citados, comemoram pelos motivos errados, pois, a ser verdade o que elencamos no parágrafo acima, a única conclusão plausível a que podemos chegar é a de que tudo isso nada mais é do que conseqüências claras da influência perniciosa que o marxismo cultural e sua relativização de tudo, provocam. A isso, somos intransigentes opositores!

Não obstante, não podemos negar que Eduardo Cunha fez o seu papel. Mesmo sem ser da oposição, enfrentou o petismo como a muito não víamos a oposição enfrentar. É inegável que sua atuação parlamentar deu a Câmara uma nova dinâmica e um novo protagonismo. A Câmara dos Deputados hoje é muito diferente daquela Câmara de alguns anos atrás, sempre pronta a dizer “amém” ao Executivo.

Eduardo Cunha fez o seu papel. Ponto indiscutível. Agora, que ele cuide da sua defesa, enquanto nós, não iremos fazer dele um “guerreiro, herói do povo brasileiro”.

Diante disso, não há motivos para ninguém alinhado ao governo ou ao PT comemorar… Ops… Se eles sabem que comemorar a iminente queda de Eduardo Cunha não irá diminuir o sentimento de oposição, devem está comemorando por outros motivos…

… Devem está comemorando a possibilidade de Cunha vir a ser um fiel escudeiro e defensor da continuidade do governo Dilma e da “inocência“, “pureza” e “santidade” de Lula. A ser assim, nada mais justo. Será mais uma prova de que estamos certos em afirmar que eles são o que são.

 

Por Jakson Miranda

 

 

Leia Também:

O PT está com medo de você! Durma com este barulho!

Partido e governo não envelheceram. Caducaram

A “agenda conservadora” não é de Eduardo Cunha, é da maioria dos brasileiros!

Eduardo Cunha ensina: nada como um dia após o outro

E se Cunha recebeu propina?

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *