Governo economiza mais de R$ 1 bilhão no Bolsa Família

Criado em 2003, o Bolsa Família tornou-se a grande vitrine dos governos petistas. A cada eleição, falava-se que os candidatos adversários do PT iriam acabar com o beneficio. Balela!

O governo Bolsonaro não apenas NÃO acabou com o programa de transferência de renda, mas, já está implantando melhorias, inclusive, com o pagamento do 13º às famílias atendidas pelo programa.

Ocorre que desde sua criação, o Bolsa Família foi alvo de fraudes. Pessoas que não precisavam receber nenhum centavo do programa, estavam recebendo.  Para se ter uma ideia, há alguns dias foi noticiado que servidores públicos que tinham renda de até 27 mil reais, estavam no programa. Um absurdo!

É justamente no combate a essas fraudes que possibilitou a economia de R$ 1,3 bilhão no programa. Isso foi possível com a saída de 1,3 milhão de “beneficiários” que estavam de forma irregular no programa. Com isso, não apenas o 13° continuará sendo pago, como também outras famílias, que realmente precisam, poderão ser atendidas pelo programa de transferência de renda.

Leia também:

Desemprego continua em queda

DÉCIMO TERCEIRO DO BOLSA FAMÍLIA e a GRANDE mentira da Folha de SP

Estima-se que para 2020, sejam pagos R$ 29,5 bilhões à famílias de baixa renda.

Mas que fique claro, o MELHOR programa de transferência de renda é a geração de empregos. Que o Brasil continue aprofundando as mudanças necessárias para que mais e mais pessoas possam ingressar no mercado de trabalho gerando um ciclo virtuoso e com isso, possibilitando que famílias extremamente carentes possam ser melhor antedidas.

Por Jakson Miranda 

O VOLTEMOS À DIREITA PRECISA DO SEU APOIO. Clique AQUI e ajude-nos!

Desemprego continua em queda

A taxa de desemprego encerrou o trimestre em 11,2%, representando uma queda de 0,7% em relação ao trimestre anterior e 0,4% em relação ao mesmo trimestre de 2018.

população desocupada (11,9 milhões de pessoas) teve redução em ambas as comparações: -5,6% (ou 702 mil pessoas a menos) em relação ao trimestre móvel anterior e -2,5% (300 mil pessoas a menos) em relação ao mesmo trimestre de 2018.

Por outro lado, em relação à população ocupada, o Brasil registra um novo recorde da série histórica. Que cresceu em ambas as comparações: 0,8% (mais 785 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior e 1,6% (mais 1,5 milhão de pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2018.

Outro dado interessante é o número de trabalhadores por conta própria que chegou a 24,6 milhões de pessoas, crescendo nas duas comparações : 1,2% (mais 303 mil pessoas) frente ao trimestre móvel anterior e 3,6% (mais 861 mil pessoas) em relação ao mesmo período de 2018.

Leia também:

Privatização da Eletrobras tem RESISTÊNCIA do Congresso

Para Augusto Heleno, Brasil está sendo tirado da UTI

Todos esses números de queda do desemprego, indicam que as reformas começadas no governo Temer e continuadas e aprofundadas no governo Bolsonaro, começam a surtir seus efeitos ou, começam a apresentar os resultados previstos: crescimento da empregabilidade.

Quanto ao número de pessoas que trabalham por conta própria, enquanto muitos veem nesses números aumento da informalidade, logo, precarização do trabalho, enxergamos em tais números um avanço do empreendedorismo.

A sociedade só tende a ganhar quando o governo incentiva e dá respaldo ainda mais a essas iniciativas.

Como já apontamos ontem, (PELA PRIMEIRA VEZ, Ibovespa supera 117 mil pontos) 2020 tem tudo para ser um ano ímpar para o Brasil.

Por Jakson Miranda

PELA PRIMEIRA VEZ, Ibovespa supera 117 mil pontos

Pela primeira vez, o Ibovespa, Bolsa de Valores de São Paulo, superou os 117 mil pontos. Tal máxima histórica se deu devido às perspectivas em relação a economia brasileira para 2020 e também, pelos avanços nas relações comerciais entre EUA-China.

Americanos e chineses tem dado sinais de que em breve assinaram um acordo comercial. Ou seja, a economia brasileira está bem encaminhada e o cenário externo tem contribuído para essa consolidação.

Em relatório, o banco XP investimentos destacou que o horizonte está limpo r aberto. Dando sinais de claro otimismo o relatório da  XP prosseguiu:

“Os preparos necessários já foram feitos e, agora, estamos na cabeceira da pista, prontos para decolar. Esse é o Brasil de 2020.” 

Em 2019 o Ibovespa bateu todos os recordes. Lembro que em post no mês de julho (BOVESPA BATE RECORDE E CHEGA A 104 MIL PONTOS) registramos à época um novo recorde da Bovespa.

Na ocasião, finalizamos nosso texto lembrando que terminaríamos 2020 em um outro patamar de crescimento. Tudo indica que nossa torcida está bem encaminhada. Que os ventos dos bons resultados continuem nos favorecendo no próximo ano.

Por Jakson Miranda

Governo federal extingue 27,5 mil cargos obsoletos

Na última sexta, 20/12. O governo federal publicou no Diário Oficial da União a extinção de mais de 27 mil cargos efetivos que foram considerados obsoletos.

Não se surpreendam, amigos! Entre os cargos, estão o de discotecário, seringueiro e mateiro.

Para o Ministério da Economia, os cargos extintos não condizem mais com a realidade da atual força de trabalho federal. Que bela noticia!

A extinção desses 27,5 mil cargos, no entanto, não irá afetar os profissionais que ocupam os respectivos cargos. No entanto, esses casos restringem-se a pouco mais de 13 mil. Ou seja, outros 14 mil cargos já não estavam ocupados.

É alvissareira a medida do governo federal em extinguir cargos obsoletos ou desnecessários. Assim, evitam-se cabides de emprego ou mesmo concursos públicos mandrakes e eleitoreiros. A medida aponta ainda para uma máquina pública mais enxuta e evita com isso, desperdício de recursos.

Leia também:

Você CONCORDA em pagar o DPVAT?

A imprensa NÃO É IMPARCIAL com Bolsonaro

O Decreto de n° 10.185 que extingue esses 27,5 mil cargos não é o primeiro do atual governo. Em abril deste ano, foi publicado o  Decreto n° 8.754, promovendo a extinção de outros 13 mil cargos. Ainda antes desse Decreto de abril, o governo Bolsonaro já havia extinguido 21 mil cargos comissionados. Apenas com o fim desses cargos comissionados, a expectativa do governo era gerar uma economia de R$ 190 milhões ao ano.

Além dessas ações pontuais, está previsto para 2020 a reforma administrativa. Trata-se de uma importante reforma que irá mexer com muita gente que não quer sair dos braços do Estado mãe.

Com essas medidas, ganha o Brasil, ou seja, ganha o pagador de impostos que vê finalmente a máquina pública caminhando no sentido de reduzir e mesmo extinguir as mamatas no governo federal e os milhares de cabides de emprego.

Por Jakson Miranda

Geração de empregos 2019: Quase um milhão de empregos formais

O Brasil pode fechar 2019 com o saldo positivo de um milhão de novos empregos gerados. Segundo dados do CAGED, em novembro, foram criados 99.232 postos de trabalho. É o oitavo mês seguido em que as admissões foram superiores às demissões.

O Brasil criou 99.232 postos de trabalho com carteira assinada no mês de novembro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (19), pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

No acumulado do ano, foram criados 948.344 empregos com carteira assinada.

Vale destacar que a geração de empregos neste ano de 2019 é o melhor cenário desde 2013! E de imaginar que ainda tem turma que torce pelo quanto pior melhor.

De fato, estaríamos em grave crise se o PT tivesse continuado no poder.

Leia também:

A imprensa NÃO É IMPARCIAL com Bolsonaro

Sindicatos mínguam e perdem 1,5 milhão de filiados

No mais, a ser mantida essa tendência, nas próximas eleições municipais, Jair Bolsonaro pode sair-se o grande vitorioso e eleger prefeitos nas principais cidades do país.

Minha torcida é que a geração de empregos em 2019 seja inferior a de 2020!

Por Jakson Miranda

GOVERNO ESTUDA LIBERAR SAQUE DO FGTS

O governo Bolsonaro estuda liberar saque do FGTS ainda esse ano. Segundo Paulo Guedes, a intenção da equipe econômica é que se libere até 35% do saldo das contas ativas o que será suficiente para injetar na economia um valor aproximado de R$ 42 bilhões!

O Ministério da Economia deve permitir que os trabalhadores saquem até 35% dos recursos de suas contas ativas (dos contratos de trabalho atuais) do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). 

A liberação de saque do FGTS será somada a outras medidas

Enxergo que liberar o saque do FGTS  pode ser uma excelente alternativa para dar um impulso à economia. Ou seja, milhões de trabalhadores que estão com uma graninha “retida” no FGTS pegarão parte do valor e investirão na reforma da casa, na compra de um bem, ou mesmo, no empreendedorismo.

São medidas que obviamente podem promover a geração de empregos e assim, criar um circulo virtuoso de crescimento econômico.

Leia também:

REFORMA DA PREVIDÊNCIA ENTRE AS MAIS COMENTADAS NO TWITTER

BOVESPA BATE RECORDE E CHEGA A 104 MIL PONTOS

É certo que muitos irão criticar a medida. De fato, liberar saque do FGTS por si só pode ser uma medida inócua e até mesmo arriscada. Não é esse o caso pois a essa iniciativa somarão a aprovação da previdência, privatizações e mais a frente, a reforma tributária.

O VOLTEMOS À DIREITA PRECISA DO SEU APOIO. Clique AQUI e ajude-nos!

Volto a dizer, até o final de 2020 estaremos em um outro patamar econômico.

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

REFORMA DA PREVIDÊNCIA ENTRE AS MAIS COMENTADAS NO TWITTER

Frequentemente reformas duras propostas pelo governo são rechaçadas pela população. Não é o que ocorre com a Reforma da Previdência.

Em uma sociedade como a nossa, que até pouco tempo estava acostumada a “privilégios” e “direitos” é virtuoso que isso seja rechaçado em prol de um Brasil melhor.

É com essa percepção popular, contrária a “direitos” e “privilégios” que hoje o plenário da Câmara começa a discutir e encaminhar a votação da reforma da previdência.

Observa-se não só pelas redes sociais mais nos grupos de conversas no mundo real, é um forte apoio às mudanças propostas pelo governo. No twitter, a hashtag #1TrilhaoSemPrivilegios ocupa as primeiras posições.

(Adquira o livro e ajude nosso site. Clique na imagem)

Que frise-se. Tudo isso é resultado da conscientização de que da forma que está não podemos continuar. Ou o Brasil cresce e oferece oportunidades a todos ou ficará estagnado, com alguns poucos usufruindo direitos e privilégios. E essa quebra passa pela reforma da previdência.

Há alguns dias trouxemos a informação de que a Bovespa havia batido mais um recorde e registramos que com a aprovação da reforma, outros recordes virão.

Até o final de 2020, não tenho dúvidas, estaremos em outro patamar de crescimento. Aí sim, muitos outros índices históricos serão alcançados pela Bovespa.

É obvio que aqueles que se opõem à Nova Previdência fazem presença, no mundo real e nas redes sociais. Todavia, fazer oposição a algo obriga o opositor a oferecer uma alternativa melhor. Não precisamos dizer que esses que se opõem estão na esquerda, certo? Também não precisamos lembrar que eles não têm nada melhor a oferecer.

(Adquira o livro! Clique na imagem abaixo)

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

BOVESPA BATE RECORDE E CHEGA A 104 MIL PONTOS

A Bolsa de valores de São Paulo – Bovespa fechou o dia com alta de 0,44% e chegou aos 104 mil pontos.

Isso significa que registrou-se até aqui, a maior alta da história da Bovespa em termos de pontuação.

Isso foi possível porque os investidores se animaram com a aprovação na Comissão da Reforma da Previdência. Ou seja, podemos ter um vislumbre do crescimento que irá proporcionar quando a nova previdência for aprovada pelo plenário.

Desde que Bolsonaro assumiu, no inicio do ano, a Bovespa vem batendo seguidos recordes. Primeiro, chegou aos 100 mil pontos. Ontem, aos 103 mil e hoje, já chegou aos 104.

Vale destacar que outras mudanças virão em especial a reforma tributária.

Marcos Cintra, o secretário da Receita, pretende finalizar os últimos detalhes do texto em breve. A ideia é mandar a proposta à Câmara logo após a aprovação da reforma da Previdência.

Apenas um desinformado ou alguém com má fé dirá que o governo não está trabalhando. “Não está fazendo nada” é o que alguns teimam em dizer.

Pelo contrário, o governo Bolsonaro está fazendo e muito. E todos sabiam que esse primeiro ano seria dedicado para colocar a casa em ordem.

APROVEITE E PARTICIPE DO SORTEIO DO LIVRO: LAVA JATO – SERGIO MORO E OS BASTIDORES

Até o final de 2020, não tenho dúvidas, estaremos em outro patamar de crescimento. Aí sim, muitos outros índices históricos serão alcançados pela Bovespa.

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

MERCOSUL E UNIÃO EUROPEIA FECHAM ACORDO: BOLSONARO COMEMORA!

Mercosul e União Europeia finalmente chegaram a um acordo. Algo que já estava próximo no decorrer dessa semana, foi formalizado no dia de hoje.

Estamos falando de uma discussão que estava sendo tratada desde 1999, ou seja, foram 20 anos de fracassos nas negociações. 

O tratado, que abrange bens, serviços, investimentos e compras governamentais, vinha sendo discutido há duas décadas por europeus e sul-americanos. A rodada final de negociações foi iniciada por técnicos na semana passada. Diante do avanço nas tratativas, os ministros do Mercosul e da União Europeia foram convocados e, desde quinta-feira, 27, estão fechados em reuniões em Bruxelas.

O acordo entre Mercosul e União Europeia representa um marco. É o segundo maior tratado assinado pelos europeus – perde apenas para o firmado com o Japão, segundo integrantes do bloco – e o mais ambicioso já acertado pelo Mercosul, que reúne Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.

Pelas Redes Sociais, o presidente Jair Bolsonaro comemorou o desfecho, mencionando o insucesso das rodadas anteriores, em gestões passadas, nosso presidente classificou o acordo como HISTÓRICO.

Leia também:

MINISTRO BARROSO IMPEDE RETORNO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL EM FOLHA

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!

HERANÇA MALDITA: 90% dos países crescem mais que o Brasil

Os governos petistas nos deixaram uma herança maldita sem precedentes. Para corroborar com essa certeza visível a olho nu, afinal são 13 milhões de desempregados, dados divulgados pelo FMI indicam que 90% dos países vão crescer mais que o Brasil.

Nem mesmo os supostos anos “dourados” do ex-presidente Lula, hoje um condenado e preso, se salvam. São quarenta anos na rabeira da economia global!

Pesa contra os governos petistas o fato de que entre 1991 e 2000 tenhamos enfrentado a inflação. Foi um período de ajustes.

Leia também:

Os que torcem pelo quanto pior, melhor

Já nos governos Lula, nenhuma mudança significativa foi feita, o condenado,governou por oito anos baseado em um populismo barato e na corrupção endêmica.

O que temos de 2011 a 2020 é resultado daquilo que foi feito pelo líder petista e tocado adiante pela “presidANTA”. É a HERANÇA MALDITA!

O engraçado é que agora a cobrança recai sob o atual governo que “nada fez” em 100 dias de governo.

Por Jakson Miranda

SIGAM-NOS PELAS REDES SOCIAIS E ASSINEM NOSSA NEWSLETTER!