Donald Trump Vs Mundo

Vamos causar uma polêmica? Será que se trata de uma polêmica? Veremos!

À medida que se aproxima 2016, a disputa nas primárias norte-americanas está ficando cada vez mais acirrada e com doses cada vez maiores de apreensão. Qual será o resultado? Quem sairá candidato pelo lado Republicano? Hillary Clinton será a representante dos Democratas?

No momento, ainda é muito cedo para qualquer prognóstico. Pelo lado Democrata, Hillary Clinton ainda lidera a disputa. Caso o vice-presidente Joe Biden entre na disputa, a coisa ficará complicada para a esposa de Bill.

E pelo lado Republicano? Bem… Antes, uma observação:

Quando analisamos a conjuntura atual, percebemos sem equívocos que o mundo está trilhando um caminho complicado. A paz, que nunca existiu, mas tão procurada, defendida e propagandeada pelos cientificistas, humanistas, laicistas e tutti quanti, está seriamente ameaçada.

Diante disso, não devemos esquecer que o caos do momento atual tem por responsáveis, em grande parte, Barack Obama e Hillary Clinton. O mundo se calará diante desta elementar evidência? O mundo se acovardará e omitirá que tudo isso ainda é resultado da “primavera árabe”?

Assim, é certo que a manutenção dos Democratas na presidência dos EUA agravará ainda mais a crise. Com Hillary então, a coisa pode degringolar de vez…

É curioso tudo isso porque, tanto Obama quanto Hillary Clinton foram e ainda são os queridinhos da mídia, dos “pacifistas”, enfim, do “show business político“.

Bem… Você está tentando, sorrateiramente, deixar de falar dos republicanos, né? (Risos). Não tenho o que falar dos Republicanos, senão deixar aqui registrado que pelo contexto elencado acima, não apenas os EUA, mas o mundo precisa sim, de uma saída à direita.

Ademais, analisando friamente os quadros de um partido e outro, os Republicanos dispõem hoje de melhores pré-candidatos. Aqui iniciamos a polêmica. Mesmo assim, quem lidera a disputa é o “famigerado” Donald Trump!

É certo que a primeira vista, Trump não é e nunca será a melhor opção para os EUA, quiçá para o mundo. É certo que Trump está muito, mas muito distante do conservadorismo. Aliás, tudo nos leva a crer que Donald Trump é acima de tudo e unicamente, um populista. Em recente pesquisa, foi constatado que os principais apoiadores do magnata dos imóveis são os menos escolarizados e com renda anual abaixo de US$ 50.000. Podemos deduzir dessa informação, que Trump fala para aqueles que se enxergam como principais vitimas da chegada de imigrantes aos EUA, legais e ilegais.

Acredito que você leitor amigo, tenha percebido uma sutil mudança nas palavras que empreguei para falar dos Democratas e no caso Republicano, de Donald Trump. Enquanto fui assertivo em apontar Hillary Clinton e Barack Obama como co-responsáveis pelo caos no mundo, ao falar de Donald Trump usei termos menos deterministas, tais como: a primeira vista, “tudo nos leva a crer” e “podemos deduzir”.

Por quê? Esse é o ponto.

Acompanhando o noticiário em torno das primárias americanas, cheguei à conclusão que todo o “mundo mundial” está contra Trump. Desde a imprensa, até personalidades como o ator Matt Damon e as cantoras Shakira e Glória Stefan. A lógica aqui é simples. Uma vez que a imprensa está com suas redações infestadas de gramscianos; uma vez que os senhores do entretenimento são na sua maioria defensores dos “pobres e oprimidos” (vocês sabem o que quero dizer com “pobres e oprimidos”, certo?), é muito curioso que Donald Trump esteja incomodando toda essa gente.

Se todo o “mundo mundial” escolheu Obama e Hillary como queridinhos e a dupla fez o que fez, é melhor refletirmos com mais cuidado se o “mundo” está realmente certo em posicionar-se contra o showman, magnata, midiático e populista Donald Trump.

Antes que nos acusem de sermos xenófobos (vixe!), homofóbicos e islamofóbicos, adiantamos que mesmo com as ponderações feitas acima, este escriba em particular, torce para que Jeb Bush vença as primárias e eleja-se presidente dos EUA. Pela história pessoal de Jeb, poderemos contar com o entusiástico apoio da Shakira, Carlos Santana e Gloria Stefan a sua candidatura, certo!?

 

Por Jakson Miranda

 

Leia Também:

A ILHA NÃO SE CURVA: OBAMA É INCOMPETENTE OU ALIADO?

Hillary Clinton anuncia sua candidatura a presidência dos EUA. Somos contra!

Tragédias e terremotos. Onde está Deus?

Estado Islâmico: Uma tragédia anunciada

Qual seria o futuro de Chris Gardner se ele morasse no Brasil?

3 comentários em “Donald Trump Vs Mundo”

  1. O presidente eleito Donald Trump está certíssimo: A nação americana foi construída com muito trabalho e dedicação, e com uma coisa que falta para muitas nações: PATRIOTISMO. Eles protegem sua economia e seus cidadãos, cuidam de seu país. Muito longe disso, estão nações como a Venezuela com seus devaneios bolivarianos miseráveis, a Colômbia e a Bolívia que só produzem cocaína, O Brasil, que só sabe produzir políticos corruptos, o México que só produz cartéis e serve de trampolim para entupir o território americano de miseráveis, isso para não falar de países como a Siria, Afeganistão, Iraque, e tantos outros que estão divididos e mandam milhões de miseráveis para os países capitalizados da Europa… Se ninguém proteger os EUA, o país vai desmoronar, tal como aconteceu com o Império Romano. O que nós devemos fazer, é pegar nossos políticos “pelo pescoço” e solicitar URGENTEMENTE um pais de verdade, com oportunidades para nós, nossos filhos e netos e as próximas gerações, e não ficar entupindo o pais dos outros…

  2. Eu sonho com um Brasil cheio de oportunidades, em que as pessoas tem seus empregos, fazem crescer suas famílias de maneira consciente, e que, ir para países como EUA seja apenas viagem a negócios ou turismo…Mas acho que vai ficar só no sonho: A ganância da administração pública brasileira de uma maneira geral tamanha, que aqui, NADA ESCAPA DA CORRUPÇÃO, seja dinheiro dos impostos, seja estoque de remédios da rede pública ou até merenda escolar de crianças. Tudo com muita IMPUNIDADE. assim não tem nação, assim não tem pátria, todo mundo quer “levar vantagem em tudo” e para muitos só resta atulhar os estados unidos mesmo que fiquem ilegais e corram os riscos que estarão correndo agora… é uma pena, mas a culpa é nossa mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *