Debate na Band: Desvendando Geraldo Alckmin

(Artigo publicado em 11/08/2018)

Se para muitos  o debate na Band foi chato, ao menos ele servirá para desvendarmos o candidato pelo PSDB, Geraldo Alckmin.

Não nego, foi um debate que não trouxe nada de novo e seguiu o script dos debates de anos anteriores, ou seja, em eleições, o primeiro debate não passa de um aquecimento. Os próximos é que tenderão naturalmente, a esquentar e colocar todos, candidatos e eleitores, em clima de eleição.

Todavia, é possível mesmo nesse primeiro debate na band, chato e artificial, mostrarmos ao eleitor o Geraldo Alckmin que diz uma coisa e faz outra.  De imediato, lembramos que Geraldo Alckmin está há quarenta anos na vida pública. Já disputou eleições para governador, prefeito e presidente. E de 2002 para cá, apresenta não necessariamente as mesmas ideias, mas, um mesmo conjunto de soluções que busca ENGANAR gregos e troianos.

Como exemplo do que acabamos de afirmar, observamos que Geraldo Alckmin, no referido debate, ao mesmo tempo em que promete geração de mais emprego, promete também ampliação do programa Bolsa Família.

no quesito educação, Alckmin deveria se negar a sugerir alguma solução para o Brasil pelo simples fato de que o Estado de SP que ele governou por tantos anos, está longe de ser algum bom exemplo a ser seguido pelo restante do país. Ao abordar o tema, não se escuta o candidato falar sobre o quadro de indisciplina que reina nas escolas estaduais. Para o ex-governador Alckmin, o tema não existe. Contrapomos essa ausência na fala do candidato Alckmin com a fala de Jair Bolsonaro:

Entendemos que para o candidato do PSDB, o projeto Paulo Freire saudado por Boulos, não é uma má ideia. Né?!

Governo Alckmin cede ao mimimi antidemocrático de alunos

Marmanjo no banheiro da sua filha? Agradeça ao Alckmin!

Acreditamos que assim como não tem autoridade para falar sobre educação, Geraldo Alckmin pouco tem a oferecer no quesito segurança. Sim, sim, sabemos que o estado tem um dos melhores índices no quesito. Todavia, registre-se que o PCC que hoje amedronta o Brasil, pois está presente em todos os estados, nasceu nos presídios paulistas e as gestões Alckmin, não conseguiram conter o fortalecimento da facção criminosa.

No debate na Band, a fala de Alckmin sobre segurança foi semelhante a de um sindico preocupado com um pequeno condomínio. Muito pouco para quem quer governar uma nação.  Além de valer-se do mesmo bla, bla, blá, de controle de fronteiras como se só isso resolvesse todos os problemas.

Por fim, fica claro que Alckmin está longe de ser o político mais preparado para comandar o país. Na verdade, ao prestarmos atenção a seus argumentos e a sua postura, chegamos facilmente à conclusão que Geraldo Alckmin é o exemplo clássico, perfeito e acabado da junção de um político mediano e um bom ator. Sempre passando ares de competência e seriedade quando na verdade, o quadro real é do mesmo toma lá, dá cá tipico da velha malandragem política (em seu sentido repugnante) que toma conta do Brasil. 

Finalizamos esse artigo citando um comentário de twitter que sintetiza tudo o que tratamos aqui.

O Geraldo fala tudo o contrário do que faz: defende Estado grande e fala em Estado pequeno, se alia a corruptos que querem acabar com a lava-jato e diz que quer proteger a lava-jato”. Gabriel Pinheiro

Esse é Geraldo Alckmin

Por Jakson Miranda

Siga o Voltemos à Direita nas redes sociais e assine nossa newsletter para receber todos os nossos artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *