De Temer a Aécio Neves: A culpa é da direita xucra ou, tem que manter isso aí, viu?

Tem que manter isso aí, viu? Significa o pagamento e recebimento de propinas.

A culpa é da direita xucra, claro! Culpa do que, mesmo? Vejamos

Não fossem os grupos da direita, das diferentes vertentes e com as inúmeras divergências entre si, o governo petista de Dilma Rousseff não teria sofrido o processo de impeachment.

Por outro lado, em nenhum momento do processo que culminou com a saída da ex-presidente, foi condicionado apoio irrestrito ao governo de Michel Temer. Obviamente que após o fim da era petista, todos tinham esperanças no novo governo. Esperança é diferente de apoio.

Diante do avanço nas investigações da Lava Jato, e da politicagem de bastidores praticadas por Temer para manter próximas a si figuras implicadas nas delações, ficou claro que apoiar o governo peemedebista seria uma atitude de oportunistas e lacaios.

É assim que grande parte da direita que foi às ruas pedir o impeachment de Dilma passou a fazer duras criticas ao governo de Michel Temer. Não só isso. Grande parte da direita que pediu o impeachment, nunca negou que Temer era parte integrante do grupo da petista e que tanto PT, como o PMDB e o PSDB, são coirmãos e que os dois últimos não representam uma guinada à direita que a política do país pede e necessita.

É daí que nasce o termo direita xucra. Lógico que se trata de um termo depreciativo que tem como objetivo desqualificar e neutralizar o crescimento dessa direita que não enxerga nesse governo Temer e em um governo tucano uma mudança à direita.

Para os lacaios criadores e propagadores do termo, qualquer “derrota” do atual governo era culpa da direita xucra. Qualquer implicação ou menção em delações de nomes do atual governo, a culpa é da direita xucra. Qualquer queda em intenções de votos de presidenciáveis tucanos, a culpa é da direita xucra.

Para esta direita, os que lhe chamam de xucra defendem de forma escandalosa e incompreensível, a manutenção dos mesmos agentes que desde a redemocratização dominam nosso país e do mesmo ideário político que faz a cabeça desses agentes, ou seja, tem que manter isso aí, viu?

Este blog orgulha-se de ser enquadrado na direita xucra! Este blog orgulha-se da credibilidade conquistada por aqueles que são chamados de xucros. Somos todos xucros, mas não desejamos manter isso aí na política nacional.

Independentemente dos próximos acontecimentos e do futuro de Temer, os apoiadores do governo peemedebista deverão ter em mente o seguinte:

Tem que manter isso aí, viu?   Significa a continuidade da corrupção.

Tem que manter isso aí, viu?  Significa o sistemático desvio de verbas.

Tem que manter isso aí, viu?  Significa o malfadado toma lá, dá cá.

Tem que manter isso aí, viu?  Significa o pagamento e recebimento de propinas.

Tem que manter isso aí, viu? Significa colocar as relações de compadrio acima da lei.

Algum brasileiro que deseja o bem do Brasil apoia isso aí?

Em 2014, o tucano Aécio Neves esteve perto de ser eleito presidente da República. A vitória de sua adversária, Dilma Rousseff, foi decidida ali… Na parte final das apurações de votos.  Ficou como a campanha mais acirrada da história do Brasil.

Grande parte do sucesso do candidato tucano deveu-se, inegavelmente e imerecidamente, aos votos da direita então emergente naquele momento. Após o pleito, em entrevista ao O Globo, Aécio Neves cunha a seguinte frase: “Para a direita não adianta me empurrar que eu não vou“. Fez bem!

De lá pra cá, Aécio Neves fez jus a sua frase. Enquanto escrevo isso, leio que o STF acaba de determinar seu afastamento do senado e decidirá se ordena sua prisão por ser ele, alvo de investigação da Policia Federal sob a suspeita de recebimento de propina. Sua irmã foi presa!

Aécio Neves mostrou quem é. Não quis ser empurrado para a direita, mas, empunhou com firme convicção a bandeira de que Tem que manter isso aí, viu?

Por Jakson Miranda

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS! 

Related Post

Comments

comments

Um comentário em “De Temer a Aécio Neves: A culpa é da direita xucra ou, tem que manter isso aí, viu?”

  1. Parabéns pelo texto e análise.
    Realmente os que pretendem um país livre das amarras estatais e do jogo de interesses políticos, não podem esmorecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *