Bandidos que torturaram PMs morrem em troca de tiros

(Post publicado em 07/01/20)

O caso aconteceu em Belo Horizonte, Minas Gerais. Uma quadrilha composta por cinco bandidos invadem uma residência e ao descobrirem que seus ocupantes são respectivamente um coronel de 50 anos e uma cabo de 34, passam a torturar as vitimas.

A cabo, além de sofrer fratura exporta em uma das pernas, foi alvejada por dois disparos, um na cabeça e outro nas costas. Pela gravidade dos ferimentos, foi socorrida de helicóptero  até o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. O mesmo se deu com o coronel que foi alvejado com um tiro na cabeça.

Leia também: 

Internautas expõem cinismo de Gilmar Mendes

Igreja no Texas: Por que atirador não fez mais vitimas?

E os bandidos? Fugiram do local no veiculo da Cabo, porém, as buscas pelos criminosos logo se iniciaram.

Uma operação foi montada pelas autoridades para buscar os suspeitos.

O trabalho começou a surtir efeito quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) avisou a PM que câmeras flagraram o Palio passando pelo posto da PRF em Betim, ainda na Grande BH.

Por meio dessa informação inicial, o Ministério Público, a partir do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime (Gaeco)conseguiu identificar um dos suspeitos. Ele foi encontrado em Ibirité, separado dos demais, e confessou a participação no crime. Esse, contudo, não reagiu à abordagem dos militares e foi detido. Depois, contou onde estavam os outros envolvidos.

Ao chegar no endereço dado pelo detido, a polícia afirma ter sido recebida a tirosTratava-se de uma casa afastada, em um local bastante ermo. Lá, o confronto dos bandidos com a PM terminou com a morte de três criminosos e prisão de um.

Dos cinco bandidos, três tiveram seus CPFs cancelados. Encontraram o que estavam procurando. Chama atenção no caso a fala do coronel responsável pela investigação e caça aos bandidos: “No estado de Minas Gerais, a nossa resposta é proporcional a qualquer agressão contra qualquer integrante do estado, qualquer policial militar”.

Não vi nenhum “especialista” na grande mídia falar sobre a tortura sofrida pelos PMs, mas, não ficarei surpreso se alguma “entidade” acusar a policia mineira de “uso de força desproporcional”. Nossos intelectuais de botequim adoram um DIREITO DOS MANOS.

Por Jakson Miranda

Um comentário em “Bandidos que torturaram PMs morrem em troca de tiros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *