Dia de luto no Corinthians: Petista Andrés Sanchez é eleito presidente

Andrés Sanches foi eleito presidente do Corinthians.

Como corintiano, lamento profundamente.

Meu time me deu muitas alegrias. Títulos em profusão, jogadores do quilate de Marcelinho Carioca, Rincón, Vampeta, Gamarra, Ronaldo Giovanelli, Ronaldo Fenômeno, Chicão, Elias, Cássio, Danilo, Paolo Guerrero, Emerson Sheik…

E torcer para um time é algo que não se explica… Não é questão de decisão voluntária… Eu pelo menos, quando dei por mim já torcia, ainda criança.

Mas, meus caros, é difícil ver o nome do seu time nas manchetes associado à alta cúpula suja do petismo, Lula, Odebrecht e ao deputado eleito pelo partido, Andrés Sanchez.

A emenda fica pior que o soneto quando os associados têm a oportunidade de varrer essa corja do clube e não o fazem. Quando entre Andrés e o excelente Felipe Ezabella, optam pelo petista enrolado na Lava Jato.

 Será que Andrés conclui seu mandato? Não custa nada lembrar que foi denunciado por crime tributário pela procuradora Raquel Dodge. 

Mas não. Os sócios corintianos preferiram manter o PT inserido dentro do Corinthians, e nós, corintianos decentes, que queremos que tudo seja esclarecido, só podemos lamentar.

O Corinthians precisa quitar seu novo estádio. A dívida é quase impagável… muito porque talvez os responsáveis pela aprovação da construção não estivessem muito preocupados em pagá-lo… O PT mandava no Brasil, Lula era intocável e a Odebrecht estava irmanada ao ex-presidente.

Agora, o clube se vê as voltas com desconfianças das mais diversas, além de frequentar com regularidade vergonhosa as páginas policiais.

Leia Também: 

O pós-futebol da esquerda consciente

O que aprendi com o futebol e com a literatura

Andrés Sanchez já foi presidente do Corinthians. Não foi, confesso, um presidente ruim naquilo que eu, como torcedor, entrevia através da análise do meu time em campo, mas agora, ciente do que nos estava reservado e imaginando que tipo de conchavos devem ter sido perpetrados para que este estádio existisse e Andrés recebesse verba polpuda para fazer campanha pelo PT, só posso dizer que não, mil vezes não, ele não poderia voltar ao Corinthians.

Era hora de gente nova e decente, disposta a limpar a sujeira que eles fizeram.

Para piorar, houve confusão e Andrés teve de sair do clube às escondidas e o repórter Flávio Ortega, um dos poucos bons profissionais da ESPN, foi agredido por bandidos travestidos de torcedores.

O petismo corintiano venceu.

Perdemos nós, os decentes.

Por Renan Alves da Cruz 

 

Related Post

Comments

comments

2 comentários em “Dia de luto no Corinthians: Petista Andrés Sanchez é eleito presidente”

  1. E o lula, hein?

    Aquele sujeito, o lula — que por acaso (des)governou o país
    (graças ao alto profissionalismo da publicidade
    tanto do criativo DUDA MENDONÇA
    como do fecundo e inventivo
    JOÃO-o-MILIONÁRIO- SANTANA) — é 1 zebroide.
    Um total beócio. Desgraçado barangão.
    Incompetente que destruiu a educação básica
    em 13 anos de (des)governo e
    a transFORMOU em educação Kitsch e CAFONA.
    Esse sujeito é um dick-vigarista aparvalhado,
    b.abaquara, um paspalho ignorante,
    semi-analfabeto, dissimulado e mentiroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *