A megalomania de Lula

Perto de Kim IL Sung, ex ditador norte-coreano, que dizia que o Sol nascia quando ele acordava, e de Stalin, que se dissesse uma palavra errada a transformava em norma culta, já que, se corrigido, mandava matar o audacioso, Lula pode parecer um aprendiz.

Porém, cedo ou tarde, qualquer um mostra a estirpe, e a faceta autoritária do ex-presidente está vindo a tona, conforme o cerco se fecha.

O último capítulo é o destempero deste cidadão ante a investigação dos negócios suspeitos que envolvem sua família. Lula não compactua com a investigação e quer a cabeça do Ministro da Justiça, o ensaboado José Eduardo Cardozo, por considerar que o ministro não agiu de forma a conseguir blindá-lo da Lava Jato.

A mente megalomaníaca do Brahma não digere a premissa de que ele e sua prole não pairam acima das leis. Se considerando um iluminado, não admite ter que submeter-se a tais futilidades. Na forma maquiavélica em que enxerga a selva política, presume que Cardozo tinha que ter sido mais ardiloso em estancar o ímpeto investigativo da PF.

Lula não é um Kim IL Sung. Também não é um Stalin. E não por pudores próprios, mas porque o PT não conseguiu transformar o Brasil num sistema em que ele pudesse se perpetuar, exercendo seu dito magnetismo para adquirir poderes plenos, através do culto da personalidade, que sempre tentou impor.

Que Lula, Lulinha, Lulinhazinho, Sra. Lula, Sra Lulinha e etc, na medida em que evidências de situações escusas se apresentam, sejam implacavelmente investigados SIM, recebendo da justiça o que lhes couber, tanto para a hipótese de inocência, quanto para a de culpa.

A sociedade brasileira parabeniza a PF e o juiz Sérgio Moro pela intrepidez e anseia pela justiça.

A megalomania de Lula pode ser astronômica, mas não é maior que as nossas instituições.

 

Por Renan Alves da Cruz 

 

Leia Também:

 

Lulinha, o neto do Brasil

Lula: “Cometemos erros”. Errado! Cometeram crimes. 

Lula: Ainda Inmensalável e Impetrolável?

O ódio de Lula à imprensa livre

O Toque corrosivo de Lula

Um comentário em “A megalomania de Lula”

  1. Quando eu ainda tinha estômago para ouvir as asneiras que ele diz, perdi a conta de quantas vezes se autodeclarou maior ou melhor que Jesus. Triste alguém ser assim tão desprovido de bondade e humildade. Só o acompanham outros sentimentos condenados pela lei divina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *