A lista de Fachin: podridão e vergonha

A lista de Fachin expõe à luz do dia a podridão da política nacional. É fato que expõe algo que já tinha seu cheiro putrefato incomodando as narinas de qualquer cidadão decente nesse país.

Leiam trecho de reportagem do Estadão

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de inquérito contra oito ministros do governo Temer, 24 senadores e 39 deputados federais, entre eles os presidentes das duas Casas –como mostram as 83 decisões do magistrado do STF, obtidas com exclusividade pelo Estado. O grupo faz parte do total de 108 alvos dos 83 inquéritos que a Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações dos 78 executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht, todos com foro privilegiado no STF. Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não aparecem nesse conjunto porque não possuem mais foro especial.

Voltamos

A lista de Fachin pode se tornar mais um clássico da cena política: Impunidade. Paguemos pra ver. Assim, quem não sente repulsa pela coisa toda? Quem ousa desavergonhadamente, defender esse ou aquele político? Esse ou aquele arranjo?  Aqueles que tratarão as coisas de um modo diferente que não seja a aplicação rigorosa da justiça não passam de lacaios dos poderosos. Não se iludam, há muitos com esse nível de caráter, que não conseguem dormir sem ajuda de um Rivotril. Isso é repugnante!

Mesmo que o rigor da justiça seja didaticamente aplicado, para inocentar ou julgar, salta aos olhos de qualquer pessoa a certeza de que o Brasil não é um país sério. Em qualquer nação, cujos homens e mulheres públicos, tivessem um mínimo de decência, civilidade, honra, caráter e vergonha na cara, diante de tão vexatória lista, renunciaria sem cerimônias aos cargos que ocupam.

Mas cá estamos nós. A lista de Fachin, se tudo acabar em pizza, ao menos nos ensinará que o Brasil está a anos-luz de distância de ser um país sério. Para consolo, continuaremos acreditando que o Brasil é o país do futuro e até lá, continuaremos sentido o cheiro fétido de vossas excrescências.

Diante disso, o único sentimento que pode suplantar a vergonha é a revolta.

Por Jakson Miranda

Related Post

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *